A REVELAÇÃO DA CABALA


Revelaccca7acc83o da cabalacc81

Michael Laitman, Editora Imago, 122 páginas (16×23 cm, brochura), ISBN 978-85-312-1025-9, 2008

PORTUGAL: Informações e encomendas através do email euronigma@sapo.pt

BRASIL:http://www.sefer.com.br/details/10212/a-revelação-da-cabala

***

A Revelação da CABALA

A REVELAÇÃO DA CABALA: UM GUIA DA PESSOA COMUM PARA UMA VIDA MAIS TRANQÜILA objetiva uma orientação de fácil utilização para o entendimento do mundo que nos envolve enquanto procuramos a paz interior.

Cada um dos seis capítulos deste livro aborda um aspecto diferente da antiga sabedoria da Cabala; oferece uma nova luz sobre os ensinamentos que, freqüentemente, acabam ofuscados pelo mistério e concepções mal formuladas.

Os primeiros três capítulos de A REVELAÇÃO DA CABALA informam o leitor que o mundo presente está em crise, explicando como o nosso crescente desejo promove tanto o progresso como a alienação, e por que o maior impeditivo a mudanças positivas está enraizado em nossos próprios espíritos.

Dos capítulos 4 ao 6 consta receita para uma mudança positiva. Aprenderemos como é possível usar o nosso espírito para construir uma vida feliz, em harmonia com a Criação.

Pela primeira vez, os princípios da Cabala são explicados para o leitor comum pelo mundialmente renomado pesquisador da Cabala – Rav Michael Laitman, Ph.D.

Para aqueles que procuram alcançar a transformação pessoal, comunitária e em nível global, A REVELAÇÃO DA CABALA é leitura obrigatória.

***

Decidi escrever A REVELAÇÃO DA CABALA para apresentá-la como uma fonte de sabedoria viva, que já provou seu mérito milhares de anos atrás. Quer no pano espiritual, ou simplesmente como um guia prático para a vida, ela é mais atual do que nunca.

 Este livro conta a história real por trás da Cabaa: como ela começou, como se desenvolveu, e como serve hoje de luz para guiar a todos nós, ajudando-nos a viver pacificamente nestes dias de tanta turbolência.

Michael Laitman

***

Sobre o autor:

O cabalista Dr. Michael Laitman, mestreem cibernéticamédico-biológica e doutor em filosofia e Cabala, professor de ontologia e teoria do conhecimento, é fundador e presidente do Instituto Bnei Baruch para a Educação e Pesquisa da cabala, uma organização sem fins lucrativos dedicada à difusão generalizada desta sabedoria.

Durante doze anos, estudou intensamente ao lado do seu mentor, o cabalista Baruch Ashlag, primogênito e sucessor do cabalista Yehuda Ashlag, autor do Sulam, o comentário mais respeitado sobre o livro do Zohar. Após ter recebido os ensinamentos de seu guia, o Dr. Laitman comprometeu-se a divulgar esse conhecimento aos outros.

Autor de cerca de 30 livros sobre o assunto, publicado em 9 idiomas, é um aclamado conferencista em círculos acadêmicos dos Estados Unidos e Europa.

O CAMINHO DOS JUSTOS – MESSILAT IESHARIM


Capinha caminho dos justos

Rabino Moshe Chaim Luzzato, 328 páginas (14×21 cm, capa flexível), ISBN 85-85583-31-2, 2002

PORTUGAL: Informações e encomendas através do email euronigma@sapo.pt

BRASIL:http://www.sefer.com.br/details/170/caminho-dos-justos

***

Messilat Iesharim

Este clássico da literatura religiosa judaica, escrito no século 18, ensina como alcançar uma vida santificada, baseada na mais pura e verdadeira devoção a Deus e às Suas leis.

O Caminho, descrito e explorado etapa por etapa, parte da observação e do pensamento na busca por valores como Dedicação, Integridade, Pureza, Virtude, Humildade e Temor, para se atingir o ideal da Santidade em nossa existência.

***

Sobre o Autor:

O Rabino Moshe Chaim Luzzatto, o “Ramchal”, assim conhecido por suas iniciais em hebraico, foi uma das figuras mais extraordinárias da história judaica. Nascido em Pádua, na Itália, em 1707, revelou ainda criança sua verdadeira genialidade no estudo da Torá. Aos 11 anos de idade, já dominava totalmente o Talmud e, aos 14, escreveu seu primeiro livro. Também muito jovem, aos 13 anos, mergulhou no estudo da Cabalá a partir das obras do Ari ZAL, e seu talento fez com que se tornasse um dos grandes cabalistas de todos os tempos.

Como havia ocorrido séculos antes com Maimónides, também o Ramchal foi um dos eruditos mais polémicos e discutidos de sua geração. Sua extrema capacidade, especialmente no campo do misticismo judaico, chegou a levantar desconfiança entre os estudiosos, pois vivia-se a época posterior à dos falsos messias, e as desastrosas deturpações espirituais que produziram ainda traziam à tona a profunda cautela da comunidade rabínica.

A natureza inovadora e rica do seu trabalho provocou que um sábio da época escrevesse aos rabinos de Ancona, para que investigassem o Ramchal “da cabeça aos pés”, pois havia sido informado de que ele, o Ramchal, receberia mensagens de um Maguid (anjo) que, por sua vez, lhe revelaria segredos místicos.

As sanções da comunidade rabínica local contra o Ramchal acabaram tornando-o objecto de um “Cherem” (carta de excomunhão). Nesta situação dolorosa e injusta, ele deixou Pádua e seguiu para Amesterdão, esperando encontrar um ambiente receptivo às suas ideias e ao seu trabalho. Apenas mais tarde se tornaria claro que o alto rabinato da Itália e de alguns outros países europeus havia se deixado tomar pelo medo frente à postura inovadora do Ramchal, e que, na verdade, ele era um ilustre estudioso que viria a iluminar o caminho de gerações futuras. Com o tempo, a verdade emergiu mais forte do que nunca, e o Ramchal foi consagrado como um dos sábios mais importantes de todas as gerações. Seus livros – entre os quais se destacam “O Caminho de Deus” e o “Caminho dos Justos” – são tratados até hoje como fontes de referência no estudo da Torá.

Como muitos dos líderes da história judaica, o Ramchal acalentava o sonho de morar na Terra de Israel, para poder se aproximar ainda mais de Deus. E assim fez, indo morar para a cidade de Aco. Porém, três anos depois de sua chegada, faleceu precocemente aos 39 anos de idade, sendo enterrado na cidade de Tiberíades, ao lado do túmulo do Rabi Akiva.

O CAMINHO DOS JUSTOS


Capinha caminho dos justos

Rabino Moshe Chaim Luzzato, 328 páginas (14×21 cm, capa flexível), ISBN 85-85583-31-2, 2002

PORTUGAL: Informações e encomendas através do email euronigma@sapo.pt

BRASIL: http://www.sefer.com.br/details/170/caminho-dos-justos

***

Messilat Iesharim

Este clássico da literatura religiosa judaica, escrito no século 18, ensina como alcançar uma vida santificada, baseada na mais pura e verdadeira devoção a Deus e às Suas leis.

O Caminho, descrito e explorado etapa por etapa, parte da observação e do pensamento na busca por valores como Dedicação, Integridade, Pureza, Virtude, Humildade e Temor, para se atingir o ideal da Santidade em nossa existência.

***

Sobre o Autor:

O Rabino Moshe Chaim Luzzatto, o “Ramchal”, assim conhecido por suas iniciais em hebraico, foi uma das figuras mais extraordinárias da história judaica. Nascido em Pádua, na Itália, em 1707, revelou ainda criança sua verdadeira genialidade no estudo da Torá. Aos 11 anos de idade, já dominava totalmente o Talmud e, aos 14, escreveu seu primeiro livro. Também muito jovem, aos 13 anos, mergulhou no estudo da Cabalá a partir das obras do Ari ZAL, e seu talento fez com que se tornasse um dos grandes cabalistas de todos os tempos.

Como havia ocorrido séculos antes com Maimónides, também o Ramchal foi um dos eruditos mais polémicos e discutidos de sua geração. Sua extrema capacidade, especialmente no campo do misticismo judaico, chegou a levantar desconfiança entre os estudiosos, pois vivia-se a época posterior à dos falsos messias, e as desastrosas deturpações espirituais que produziram ainda traziam à tona a profunda cautela da comunidade rabínica.

A natureza inovadora e rica do seu trabalho provocou que um sábio da época escrevesse aos rabinos de Ancona, para que investigassem o Ramchal “da cabeça aos pés”, pois havia sido informado de que ele, o Ramchal, receberia mensagens de um Maguid (anjo) que, por sua vez, lhe revelaria segredos místicos.

As sanções da comunidade rabínica local contra o Ramchal acabaram tornando-o objecto de um “Cherem” (carta de excomunhão). Nesta situação dolorosa e injusta, ele deixou Pádua e seguiu para Amesterdão, esperando encontrar um ambiente receptivo às suas ideias e ao seu trabalho. Apenas mais tarde se tornaria claro que o alto rabinato da Itália e de alguns outros países europeus havia se deixado tomar pelo medo frente à postura inovadora do Ramchal, e que, na verdade, ele era um ilustre estudioso que viria a iluminar o caminho de gerações futuras. Com o tempo, a verdade emergiu mais forte do que nunca, e o Ramchal foi consagrado como um dos sábios mais importantes de todas as gerações. Seus livros – entre os quais se destacam “O Caminho de Deus” e o “Caminho dos Justos” – são tratados até hoje como fontes de referência no estudo da Torá.

Como muitos dos líderes da história judaica, o Ramchal acalentava o sonho de morar na Terra de Israel, para poder se aproximar ainda mais de Deus. E assim fez, indo morar para a cidade de Aco. Porém, três anos depois de sua chegada, faleceu precocemente aos 39 anos de idade, sendo enterrado na cidade de Tiberíades, ao lado do túmulo do Rabi Akiva.

CABALA PARA ADOLESCENTES


CABALA ADOLESCENTES

Louis Belmont, Editora Imago, 174 páginas (16×23 cm, brochura), ISBN 978-85-312-1019-8, 2007

EUROPA:  Informações e encomendas através do email euronigma@sapo.pt

BRASIL: http://www.sefer.com.br/details/9920/cabala-para-adolescentes

***

Quaisquer que tenham sido as razões no passado, a ideia de proibir o estudo da Cabala por certo não têm lugar no mundo moderno. Pelo contrário, os ensinamentos cabalísticos são tão plenos de discernimento, compaixão e energia que deveriam ser levados ao máximo de pessoas e no menor tempo possível. CABALA PARA ADOLESCENTES é um passo nessa direcção. Seu objectivo é apresentar autênticos ensinamentos cabalísticos em um formato que conserva a qualidade dos textos antigos, ao mesmo tempo em que mostra sua aplicação no mundo de hoje.

***

Se você tem entre 13 e 20 anos de idade, provavelmente está percebendo como sua vida está se tornando complexa. A finalidade deste livro é revelar a ordem básica que está oculta na complexidade diária. Quando chegar à última página, você terá aprendido uma forma inteiramente nova de encarar a sua vida – e terá adquirido alguns instrumentos poderosos para torná-la mais produtiva, mais bem-sucedida e muito mais divertida.

Essa nova maneira de encarar as coisas não é produto de um(a) filósofo(a), professor(a) ou erudito(a). É, isso sim, baseada em um sistema espiritual – não uma religião – que já existe há muitos milénios. Esse sistema é chamado Cabala, palavra hebraica cujo significado literal é receber.

Ao longo dos séculos, os ensinamentos da Cabala foram transmitidos por mestres espirituais a um selecto número de estudantes. Com frequência, tais mestres e estudantes eram descendentes de antigos cabalistas. Algumas vezes, segundo ensinamentos da Cabala, eram mesmo reencarnações daqueles, e dizia-se que alguns, como o rabi Simeão bar Yochai (auto do livro místico conhecido como Zohar) eram reencarnações de grandes figuras bíblicas como Moisés e o rei David.

Para evitar que caísse em mãos erradas, a maior parte das lições da Cabala jamais foi posta no papel. Quem não tivesse atingido 40 anos de idade era impedido sequer de começar os estudos cabalísticos, sob a ameaça de ficar cego caso desrespeitasse a proibição. Essas normas rígidas eram cabíveis, pois os mestres acreditavam genuinamente que o mundo como um todo não estava pronto para absorver tais ensinamentos. Pensava-se, então, que as pessoas precisavam de rituais religiosos simples, e não de conceitos poderosos que pudessem alargar seus horizontes e encorajá-las a mudar suas vidas de forma tão radical.

É possível que a Cabala estivesse mesmo à frente de seu tempo. Talvez houvesse uma justificativa para mantê-la oculta em sociedades onde qualquer desejo de auto-aprimoramento era severamente punido pelas autoridades. Mas as coisas mudam. O mundo (e isso incluí você!) está pronto para esse conhecimento, e quando você começar a entender a Cabala e usar suas ferramentas espirituais, verá que isso é verdade.

Louis Belmont

EM BUSCA DA VERDADE – Sod Hamussar “Michtav MeEliyahu”


Capinha em busca da verdade

Eliyahu E. Dessler, Editado pelo Rabino Aryeh Carmell, Editora Sêfer, 292 páginas (14×21 cm, capa flexível), ISBN 85-85583-49-5, 2003

PORTUGAL: Informações e encomendas através do email euronigma@sapo.pt

BRASIL: http://www.sefer.com.br/details/3098/em-busca-da-verdade

***

Sod Hamussar “Michtav MeEliyahu” Mutam Lacore Bem Zemanênu

A sabedoria vai além do conhecimento. Ela implica um coração sensível, profundo respeito para com o próximo e, acima de tudo, amor incondicional ao Criador, um amor que nos leva a rejeitar todo o tipo de mentira e a abraçar a árdua jornada em busca da verdade. Dono de alma sábia e dadivosa, o Rabino Eliyahu E. Dessler ZL, um dos grandes nomes contemporâneos da Torá, comparte também connosco nas páginas desta colectânea de cartas e artigos seus pensamentos sobre o significado e o propósito desta busca. É o trabalho de uma vida inteira dedicada aos que desejam aperfeiçoar o espírito e, assim, chegar mais perto de Deus.

BATE-PAPO – Reflexões sobre questões essenciais do judaísmo.


Capinha bate papo

Nechemia Coopersmith, Editora Sêfer, Aish Hatorah e Or Israel College, 200 páginas (10×14 cm, brochura), ISBN 85-85583-35-5, 2001

PORTUGAL: Informações e encomendas através do email euronigma@sapo.pt

***

Um guia para discussões que nos façam reflectir sobre questões essenciais do judaísmo

***

Bate-Papo é escrito de forma magistral – clara, concisa e ponderada. Nechemia Coopersmith deu ao universo judaico um instrumento eficiente e provocativo, para engajar judeus espiritualmente inquisitivos num discurso absorvente e produtivo. Todo indivíduo preocupado com a continuidade judaica, deve acolher entusiasticamente “Bate-Papo” em seu repertório intelectual.

Rabino Michel Twerski, Milwaukee

***

Acredito que “Bate-Papo” é um instrumento prazeiroso, criativo e positivo de aprendizagem e ensino. Ao suscitar questões num contexto filosófico judaico, oferece uma contribuição relevante à educação informal no campus universitário. “Bate-Papo” provoca um debate ponderado entre amigos e familiares judeus, não só ao considerar cuidadosamente as questões de vida significativas, como também ao fornecer fontes judaicas que fundamentam a discussão.

Richard Joel, Presidente e Director Internacional de Hilel, Fundação para a Vida Judaica no Campus Universitário

O AMOR É MINHA RELIGIÃO


O amor é minha religião

Rabino David Aaron, Editora Sêfer, 176 páginas (14×21 cm, brochura), ISBN 978-85-7931-008-9, 2010

Informações e encomendas através do email euroenigma@sapo.pt

***

O Amor é minha Religião

Judaísmo, a religião do amor

Muitas vezes diz-se que o judaísmo é uma religião de lei e não de amor. Muita gente afirma que a religião tem mais a ver com temor a Deus e sentimento de culpa do que com amor a Deus e alegria. E, por fim, acredita-se que o judaísmo conduz as pessoas a uma vida de fraqueza e submissão, roubando-lhes o poder e a liberdade de ser quem realmente são.

Este livro mostra que o judaísmo é justamente o contrário dessas falsas ideias. O judaísmo é a verdadeira religião do amor. É fundado no amor e seu propósito é o amor. Seus ensinamentos nos fortalecem e suas leis nos dão o poder de alcançar a verdadeira liberdade, escolher o amor e experimentar a enorme alegria de amar.

***

Inspirador, sábio, afetuoso e espirituoso… David Aaron nos oferece uma compreensão prática da Cabalá, revelando os segredos de se viver uma vida emocionante, feliz e mais significativa.

Deepak Chopra, autor de “Como conhecer Deus”

***

Ao estudar com David Aaron, sempre me surpreendo com sua capacidade de entreter e inspirar, ao mesmo tempo em que traz à vida os lindos e antigos mistérios da Torá e da Cabalá.

Kirk Douglas

***

As pessoas dizem que vale a pena largar tudo pelo amor. Assim, largam até mesmo suas profissões, carreiras e estudos – tudo pelo amor. O problema é que poucas pessoas entendem a essência do amor e fazem de tudo em busca do verdadeiro amor.

Através de nossa história, costumes e tradições, o Rabino David Aaron ensina, neste fabuloso livro, que o amor é a base de todo o judaísmo. Ele nos guia a encontrar os caminhos e atalhos para que todos possam entender a profundidade de um amor verdadeiro e, assim, compartilhar a alegria de amar.

Rabino Dany Roitman

***

Há algumas noites, eu conversava com um aluno sobre crer em Deus e percebi, mais uma vez, a dificuldade das pessoas em relação a esse tema. Neste livro, o Rabino David Aaron nos impacta mais uma vez, ao mostrar como ajudar as pessoas a entender esse relacionamento e como abrir uma pequena porta em seus corações para, devagarinho, conseguirem sentir algo nunca antes imaginado. Essa facilidade em lidar com temas tão abstratos de forma tão simples e gostosa é simplesmente incrível! Com certeza, este livro será um dos grandes companheiros dos jovens em suas buscas pela verdade. Aliás, se você gostou do Luz Infinita, não perca este por nada!

Rabino Shlomo Safra

***

Sobre o autor:

O rabino David Aaron é um pensador perspicaz, escritor produtivo e de fácil compreensão, e educador cheio de inspiração e entusiasmo. Ele é fundador e reitor do Instituto Isralight, organização internacional que promove o tão difundido renascimento da consciência por meio do retorno às raízes espirituais e valores fundamentais que deveriam ser a essência da vida quotidiana. O instituto tem, em Israel e na América do Norte, centros de estudos que oferecem programas para descanso e aprendizado, seminários, “escapadas espirituais” de fim-de-semana, workshops sobre crescimento espiritual, cursos de formação de líderes, viagens à Israel e programas de trabalho voluntário em Israel.

O rabino David Aaron acredita que o básico da espiritualidade é constituído das coisas mais profundas e também das mais ignoradas na educação contemporânea. Nos últimos 18 anos, ele tem se dedicado a compartilhar a antiga sabedoria da Torá e do misticismo judaico, e a incentivar as pessoas a embarcar no longo processo de transformação, de amor e de ganho de força pessoal.

Filho de um sobrevivente do Holocausto, David Aaron se esforça desde muito jovem para entender o potencial do mundo, tanto para o ódio quanto para o desejo de propósito, amor e criatividade. A sua própria jornada espiritual o levou à Israel, onde estudou Torá e Cabalá com grandes mestres, como o grande rabino Shlomo Fischer (Shelita). Em 1979, David Aaron recebeu ordenação rabínica da Yeshivá (centro de estudos) Israel Torah Research Institute (ITRI).

Palestrante popular e convidado frequente de programas de TV e de rádio, David Aaron atrai a cobertura da mídia, incluindo o talk-show americano Larry King Live e o canal americano de TV E! Entertainment. Ele mora na Cidade Velha de Jerusalém com a mulher, sete filhos e quatro netos.

%d bloggers like this: