CONSELHOS EXTRAORDINÁRIOS – PELE IOETZ


Conselhos

Rabino Eliezer Papo, Editora Sêfer, 336 páginas (14x21cm, capa flexível), ISBN 85-85583-40-0, 2003 (2ª Edição 2010)

PORTUGAL: Informações e encomendas através do email euronigma@sapo.pt

***

Conselhos Extraordinários – Pele Ioetz

Conselhos Extraordinários (“Péle Ioêts”) é um dos mais aclamados livros de “Mussár”, a Ética Judaica, publicados até hoje. Fiel ao título deste seu maravilhoso trabalho, o Rabino Eliezer Papo (1785-1828) no abençoa com sábios conselhos de ordem prática que se aplicam a todas as situações cotidianas e relacionamentos interpessoais. Seus ensinamentos vêm da Torá, fonte primeira, e de todas as suas ramificações – o Talmud, o Midrash, a Halachá, a Hagadá, a Cabalá e o Chassidismo.

Profundo conhecedor da natureza humana, suas falhas e fraquezas, virtudes e potencial, o Rabino Papo tem o dom de falar à mente e ao coração, às pessoas simples e aos estudiosos. Suas palavras são impregnadas de amor e sua grande aspiração era queConselhos Extraordinários pudesse ser lido pelo maior número de pessoas. Que tão caro anseio seja atendido também nesta tradução inédita para o português.

A TORÁ DE ÉRETS ISRAEL – Judaísmo e Sionismo


A Torá de Érets

Rabino David Samson e Rabino Tsvi Iehuda HaCohen Kook, Editora Sêfer, 354 páginas (16x23cm, brochura), ISBN 85-85583-21-5, 1999

PORTUGAL: Informações e encomendas através do email euronigma@sapo.pt

***

“A Torá de Érets Israel – Judaísmo e Sionismo

Ensinamentos do Rabino Tsvi Iehuda HaCohen Kook

O rabino Kook (lê-se Kuk) era o ideólogo dos partidários da não devolução de territórios de Israel aos árabes. Era filho único do rabino Avraham Yits’chac HaCohen Kook e a pessoa mais próxima a ele e a seus ensinamentos. Como Rosh-Yeshiva da Yeshivat Mercaz HaRav de Jerusalém, educou uma nova geração de israelenses a ver a Mão Divina na reconstrução da nação judaica em Israel.

Devotado à percepção que seu pai tinha da Torá e do povo judeu, o rabino Tsvi Iehuda dedicou a vida à edição e publicação dos muitos manuscritos de seu pai. O acanhado apartamento dele em Jerusalém tornou-se o centro espiritual do movimento de colonização de Israel. Os fundadores das novas colônias judaicas na Judeia e Samaria, Gaza e Colinas do Golã eram alunos do rabino Tsvi Iehuda.

Os mais proeminentes rabinos, Primeiro-Ministros, generais do Exército de Israel e Baalê Teshuva (judeus que retornaram ao cumprimento do judaísmo) de todas as partes de Israel visitavam assiduamente sua casa.

Este livro é um marco: pela primeira vez é publicada em português a obra do rabino Tsvi Iehuda. Seus ensinamentos sobre a Torá, Emuna (fé), Ahava (amor), Érets (Terra de) Israel, Sionismo, Holocausto, Gueula (redenção) e Mashíach (Messias) apresentam a abrangente Torá de Érets Israel sob luzes esclarecedoras e sem igual.

Esta obra reúne comentários que pretendem levar os leitores para a intimidade do Bet Midrash do Rav Kook, para sentir e compreender intensamente sua visão desta singular era de redenção que o rabino Kook soube inspirar a nação a perceber.

***

“Assim como as pedras usadas na construção do Templo não foram santificadas até ao término da obra, – da mesma forma, a construção da Terra de Israel é realizada em todos os segmentos da nação de Israel: pelos justos e pelos menos justos. Embora nós estejamos construindo com o que não é santificado – com todas as vicissitudes e dificuldades inerentes – , pouco a pouco todos os problemas desaparecerão e a santificação do Nome de Deus irradiar-se-á cada vez mais forte.”

Rabino Tsvi Iehuda HaCohen Kook

DEZENOVE CARTAS SOBRE JUDAÍSMO


Dezenove

Rabino Shimshon (Samson) Raphael Hirsch, Editora Sêfer, 140 páginas (14x21cm, capa flexível), ISBN 85-85583-34-7, 2002

PORTUGAL: Informações e encomendas através do email euronigma@sapo.pt

***

“Dezenove” Cartas Sobre Judaísmo – The Nineteen Letters of Ben Uziel

Esta primeira obra do Rabino Hirsch (1808-1888) publicada em português apresenta sua profunda visão do judaísmo, através da troca de correspondências entre um jovem intelectual e seu filosófico rabino.

Seu conceito de ”Torá im Dérech Érets”, que criou uma ponte sólida entre a modernidade e o espírito e as práticas da Torá, revolucionou a educação judaica e o judaísmo no século 19 e é aplicado até hoje com enorme sucesso pela neo-ortodoxia, que cumpre os mandamentos Divinos integrada à sociedade laica. É um daqueles livros capaz de mudar toda uma vida!

***

Prefácio dos Tradutores:

Foi um privilégio trabalhar nesta obra excepcional do célebre rabino Shimshon (Samson) Raphael Hirsch Z’’L, a primeira a ser traduzida na íntegra para o português. Escrita originalmente em alemão, revela-se tão importante hoje quanto no século XIX, quando foi publicada a primeira a primeira vez.

Em nome da fidelidade absoluta ao conteúdo, utilizamos duas traduções do alemão para o inglês – uma feita pelo rabino Bernard Drachman, em 1899, e a outra, pelo rabino Joseph Elias, em 1995. Comparamos também o texto em português ao original alemão. Apesar da força do tema central, optamos por inserir algumas adaptações idiomáticas que, esperamos, ampliarão a compreensão das ideias expostas.

Com o mesmo objectivo, elaboramos uma introdução sobre a vida e a produção literária do autor. Fazem parte desta edição as notas explicativas do próprio rabino Hirsch (SRH), mais as notas da tradução norte-americana assinada pelo rabino Joseph Elias (JE), além das notas dos tradutores (NT). Cada carta também recebeu um título segundo sua característica mais marcante. Chegamos a estes títulos através de consultas a diferentes traduções para língua inglesa.

A edição final coube ao professor Jairo Fridlin, que manteve intacto o espírito do texto ao imprimir um tom mais coloquial à linguagem. Seu objectivo, não por acaso o mesmo autor, na época, foi o de incentivar o questionamento e o debate sobre os caminhos da religião entre os jovens. Porque este é um livro dedicado a eles.

Auro del Giglio

Ricardo Metzner

CELEBRANDO A VIDA


Celebrando a Vida

Rabino Jonathan Sacks, Editora Sêfer, 233 páginas (14x21cm, capa flexível), ISBN 978-85-7931-011-9, 2010

PORTUGAL: Informações e encomendas através do email euronigma@sapo.pt

***

Celebrando a Vida – Encontrando a felicidade em lugares inesperados

“Nessas reflexões, eu tento dizer o que é felicidade, como nós as criamos, como nós a perdemos e como, às vezes, passamos por ela sem reconhecê-la. A felicidade não está em outro lugar; ela está onde nós estamos. Não é algo que ainda não temos; nós já possuímos. Não é fantasia; é a realidade vivida de uma determinada maneira. A felicidade é parente próxima da fé.”

Logo depois da grande dor causada pela morte de seu pai, o Rabino-Chefe Lord Jonathan Sacks começou a aprender uma nova maneia de celebrar a vida. Descobriu que a felicidade mora, muitas vezes, em lugares inesperados dentro de uma família, de uma comunidade, das amizades e responsabilidades. Ele também a encontrou por meio de um relacionamento renovado com Deus que fala às nossas necessidades mais profundas.

Celebrando a Vida é um livro para pessoas de todas as crenças e de nenhuma. Ele nos ensina a ser mais humanos e a chegarmos, assim, mais perto de Deus.

***

Sobre o autor:

Rabino Lord Jonathan Sacks é, desde 1991, Rabino-Chefe da Grã Bretanha e Comunidade Britânica. Educado em Cambridge e Oxford, lecionou em universidades e liderou congregações na Inglaterra, em Israel e nos Estados Unidos.

Autor de vários livros, entre eles “Uma Letra da Torá” e “Para Curar um Mundo Fracturado”, publicados em português pela Editora Sêfer, ele vive em Londres, Inglaterra.

***

Outras obras do mesmo autor:

Uma Letra da Torá:

http://www.judaicaportugal.com//UMA_LETRA_DA_TOR_/p440356_1593190.aspx

Para Curar um Mundo Fracturado:

http://www.judaicaportugal.com//-PARA_CURAR_UM_MUNDO_FRACTURADO/p440356_1593078.aspx

O ZOHAR – O Livro do Esplendor


O Zohar

Passagens selecionadas pelo Rabino Ariel Bension, Editora Polar, 368 páginas (14×21,5 cm, capa dura), ISBN 978-85-86775-06-2, 2010

PORTUGAL: Informações e encomendas através do email euronigma@sapo.pt

***

O ZOHAR: O Livro do Esplendor

O Sêfer ha-Zohar (Livro do Esplendor) apareceu na Espanha no fim do século XIII e é a obra literária mais importante da Cabalá, a tradição mística judaica.

Como diz Gershom Scholem, um dos maiores especialistas nessa área, nenhuma outra obra “teve uma influência e um sucesso sequer aproximadamente similares ao seu. […] uma fonte de doutrina e revelação igual em autoridade à Bíblia e ao Talmud, e com o mesmo grau canônico: o que é uma prerrogativa que não pode ser postulada por nenhuma outra obra da literatura judaica.”

O Zohar foi escrito na forma de uma longa novela em que grandes rabinos do século II discutem e explicam os segredos dos cinco livros de Moisés (a Torá) e de outros livros das Escrituras Sagradas. Dentre esses grandes rabinos, destaca-se a figura de Shimon ben Yochai, um dos maiores santos da história do judaísmo.

Esta seleção de passagens do Livro do Esplendor recém-lançada em português foi publicada em inglês em 1932 pelo rabino Ariel Bension. Nascido em Jerusalém, Bension era filho do rabino e místico Joshua Sion Halevi, que migrou de Fez, Marrocos, para Israel quando ainda jovem. Bension recebeu sua formação religiosa e rabínica na Academia Quasad-El (fundada por seu avô materno), no Instituto Tiféret Jerusalém e na Comunidade Santa de Beit-El. Posteriormente, estudou em universidades alemãs e suíças, onde graduou-se em história, filosofia, literatura e filologia asiática. Doutorou-se em filosofia e línguas semíticas na Universidade de Berna.

As passagens selecionadas e traduzidas por Bension ao inglês foram extraídas da terceira e da quarta partes das edições completas do Zohar: Idra Rabba (Grande Assembleia) e Idra Zuta (Pequena Assembleia). Na primeira delas estão as revelações feitas pelo santo rabi Shimon ben Yochai a seus discípulos durante sua vida; na segunda, as revelações que lhes fez quando estavam ao redor do seu leito de morte. Além dessas passagens, Bension também selecionou passagens do Zohar que falam do mestre Shimon e de seus discípulos, que constituem a terceira parte desta edição brasileira.

Na presente edição, as três partes do Zohar citadas são precedidas de um Prólogo do pensador espanhol Miguel de Unamuno e de um estudo de Bension sobre as origens do Livro do Esplendor.

***

“O Zohar, ou Livro do Esplendor, que Ariel Bension, enterrado há pouco em Jerusalém, aqui tão bem nos apresenta, é qualquer coisa como o Evangelho Místico dos hebreus sefarditas […]”

Miguel de Unamuno (1864-1936). Filósofo e escritor espanhol

***

“Sêfer ha-Zohar, O Livro do Esplendor, assombrou e maravilhou leitores por setecentos anos, desde que apareceu misteriosamente na Espanha, no fim do século XIII. O Zohar é a obra-prima da Cabalá, a tradição mística judaica. O Zohar é um comentário sobre a Torá — os cinco livros de Moisés —, escrito na forma de uma novela mística. O herói é o rabi Shimon, filho de Yochai, um santo que viveu na Terra de Israel no século II.”

Daniel C. Matt. Tradutor para o inglês da edição completa do Zohar

***

“O livro do Zohar, a obra literária mais importante da Cabalá, […] nenhuma teve uma influência e um sucesso sequer aproximadamente similares ao seu. […] uma fonte de doutrina e revelação igual em autoridade À Bíblia e ao Talmud, e com o mesmo grau canónico, o que é uma prerrogativa que não pode ser postulada por nenhuma outra obra da literatura judaica.”

Gershom Scholem. Grande especialista em mística judaica

***

“Não são muito comuns as publicações destinadas à divulgação que têm o cuidado e a seriedade desta edição de excertos do grande compêndio místico judaico, O Livro do Esplendor (Zohar, em hebraico)…”

O Estado de São Paulo.

2º LIVRO JUDAICO DOS PORQUÊS


Capinha porques 02

Alfred J. Kolatch, Editora Sêfer, 408 páginas (14×21 cm, capa flexível), ISBN 85-85583-19-3, 1998

PORTUGAL: Informações e encomendas através do email euronigma@sapo.pt

***

2º Livro Judaico dos Porquês não é uma mera continuação, mas sim uma consequência.

No Livro Judaico dos Porquês (http://www.judaicaportugal.com/LIVRO_JUDAICO_DOS_PORQU_S/p440356_1616135.aspx), o rabino Alfred J. Kolatch havia abordado centenas de questões fundamentais sobre todos os aspectos do judaísmo – o Shabat e os feriados religiosos; as leis de Cashrut; os rituais observados nas sinagogas e os vários marcos da vida, como o nascimento, a circuncisão, Bar e Bat- Mitzvá, casamento e divórcio, morte e luto. Alguns destes temas são aqui retomados, ora explorados em maior profundidade, ora comentados de forma mais extensa ou, ainda, enriquecidos por informações totalmente novas.

***

“A resposta entusiástica que a publicação do Livro Judaico dos Porquês recebeu foi algo inesperado e bastante encorajadora. A obra respondia a cerca de 500 perguntas, mas também provocava novas dúvidas…

2º Livro Judaico dos Porquês explora alguns daqueles temas com maior profundidade e discute outros assuntos mais complexos como, aborto, conversão, controle de natalidade, inseminação artificial, transplante de órgãos, tabagismo, proselitismo, casamentos mistos, detalhes referentes à observância do Shabat e as relações de entre judeus e cristãos.”

Alfred J. Kolatch

***

Sobre o Autor:

O Rabino Alfred J. Kolatch é formado pelo Seminário para Professores e pela Faculdade de Ciências Humanas da Yeshiva University, foi ordenado rabino pelo Jewish Theological Seminary of America, recebendo em seguida o Título Doutor Honoris Causa em Teologia. De 1941 a 1948 exerceu a função de rabina das congregações de Columbia, Carolina do Sul, Kew Gardens e Nova York, e como rabino do exército dos Estados Unidos. Em 1948, fundou a Jonathan David Publishers, onde ocupa o cargo de director-presidente. Entre suas inúmeras obras publicadas destacam-se: The New Name Dictionary, The Jewish Home Advisor, Estórias da Bíblia para Crianças (lançado pela Editora Sêfer), The Jewish Childs First Book of Why, Our Religion: The Torah, Jewish Information Quiz Book, Whos Who in the Talmud, The Family Seder, This is the Torah e The Complete Dictionary of English and Hebrew Names.

A ARTE DA TESHUVÁ – COM A TRADUÇÃO INTEGRAL DE “LUZES DE RETORNO”


Capinha arte teshuvá

Rabino David Samson e Tsvi Fishman/Rav kook, Editora Sêfer e Bnei Akiva, 384 páginas (16×23 cm, capa dura), ISBN 85-85583-65-7, 2004

PORTUGAL: Informações e encomendas através do email euronigma@sapo.pt

***

Orot Hateshuvá – Com a tradução integral de Luzes de Retorno do Rabino Avraham Yitschac Hacohen Kook

“A Teshuvá é o sentimento mais saudável da alma. Uma alma saudável, em um corpo saudável, inevitavelmente chegará à grande felicidade da Teshuvá, sentindo em si o maior prazer da natureza.”

Luzes de Retorno 5:1

***

Rabino Avraham Yitschac HaCohen Kook (1865-1935)

Ainda como menino-prodígio no estudo da Torá na Europa Oriental, o menino Kook exibia grande intelecto, alma e personalidade. Além da maestria conceitual em lei e filosofia judaicas, mergulhou no calor e na mística chassídica. Ansioso pela libertação nacional judaica, o retorno à Terra Santa após dois mil anos , adoptou o hebraico como sua língua no dia-a-dia. O rabino Kook abandonou as proeminentes posiçlões rabínicas e tornou-se de todo coração, rabino de uma pequena comunidade judaica em Iafo, na Terra de Israel. Mais tarde assumiu o posto de Rabino-Chefe de Jerusalém e de primeiro Rabino-Chefe da Terra de Israel. Fundou a maior academia rabínica de Israel, Ieshivat Mercaz Harav, com a qual cumpriu seu sonho de formar jovens líderes profundamente religiosos, com grande actuação nos assuntos humanos e que se sentem parte integrante de sua nação. O rabino Kook é considerado um pensador moderno original e destacado que mistura psicologia, sociologia e religião em uma visão de mundo unificada e abrangente.

%d bloggers like this: