A REVELAÇÃO DA CABALA


Revelaccca7acc83o da cabalacc81

Michael Laitman, Editora Imago, 122 páginas (16×23 cm, brochura), ISBN 978-85-312-1025-9, 2008

PORTUGAL: Informações e encomendas através do email euronigma@sapo.pt

BRASIL:http://www.sefer.com.br/details/10212/a-revelação-da-cabala

***

A Revelação da CABALA

A REVELAÇÃO DA CABALA: UM GUIA DA PESSOA COMUM PARA UMA VIDA MAIS TRANQÜILA objetiva uma orientação de fácil utilização para o entendimento do mundo que nos envolve enquanto procuramos a paz interior.

Cada um dos seis capítulos deste livro aborda um aspecto diferente da antiga sabedoria da Cabala; oferece uma nova luz sobre os ensinamentos que, freqüentemente, acabam ofuscados pelo mistério e concepções mal formuladas.

Os primeiros três capítulos de A REVELAÇÃO DA CABALA informam o leitor que o mundo presente está em crise, explicando como o nosso crescente desejo promove tanto o progresso como a alienação, e por que o maior impeditivo a mudanças positivas está enraizado em nossos próprios espíritos.

Dos capítulos 4 ao 6 consta receita para uma mudança positiva. Aprenderemos como é possível usar o nosso espírito para construir uma vida feliz, em harmonia com a Criação.

Pela primeira vez, os princípios da Cabala são explicados para o leitor comum pelo mundialmente renomado pesquisador da Cabala – Rav Michael Laitman, Ph.D.

Para aqueles que procuram alcançar a transformação pessoal, comunitária e em nível global, A REVELAÇÃO DA CABALA é leitura obrigatória.

***

Decidi escrever A REVELAÇÃO DA CABALA para apresentá-la como uma fonte de sabedoria viva, que já provou seu mérito milhares de anos atrás. Quer no pano espiritual, ou simplesmente como um guia prático para a vida, ela é mais atual do que nunca.

 Este livro conta a história real por trás da Cabaa: como ela começou, como se desenvolveu, e como serve hoje de luz para guiar a todos nós, ajudando-nos a viver pacificamente nestes dias de tanta turbolência.

Michael Laitman

***

Sobre o autor:

O cabalista Dr. Michael Laitman, mestreem cibernéticamédico-biológica e doutor em filosofia e Cabala, professor de ontologia e teoria do conhecimento, é fundador e presidente do Instituto Bnei Baruch para a Educação e Pesquisa da cabala, uma organização sem fins lucrativos dedicada à difusão generalizada desta sabedoria.

Durante doze anos, estudou intensamente ao lado do seu mentor, o cabalista Baruch Ashlag, primogênito e sucessor do cabalista Yehuda Ashlag, autor do Sulam, o comentário mais respeitado sobre o livro do Zohar. Após ter recebido os ensinamentos de seu guia, o Dr. Laitman comprometeu-se a divulgar esse conhecimento aos outros.

Autor de cerca de 30 livros sobre o assunto, publicado em 9 idiomas, é um aclamado conferencista em círculos acadêmicos dos Estados Unidos e Europa.

Anúncios

CABALA – ALCANÇANDO MUNDOS SUPERIORES


Cabala Alcançando

Michael Laitman, Editora Planeta, 310 páginas (15,5×23 cm, brochura), ISBN 85-7665-197-1, 2006

Informações e encomendas através do email euronigma@sapo.pt

***

CABALA: Alcançando Mundos Superiores

Nesta magnífica introdução à Cabala, Michael Laitman brinda o leitor com uma nova forma de consciência, que combina amplo conhecimento sobre essa ciência ancestral com a ciência contemporânea.

Cabala: Alcançando Mundos Superiores é um primeiro passo rumo à descoberta da máxima conquista da ascenção espiritual em nossa vida. Este livro chega para todos aqueles que procuram respostas, que tentam encontrar uma maneira lóica e confiável de entender os fenômenos mundiais. Esta magnífica introdução à sabedoria da Cabala oferece um novo tipo de consciência que ilumina a mente, dá vitalidade ao coração e leva o leitor às profundezas da alma.

***

A Cabala é uma sabedoria ancestral de 5.000 anos que remonta à antiga Mesopotâmia. Explica como os mundos são configurados, incluindo o nosso, e as forças que agem sobre nós. Quando o ser humano adentra os Mundos Superiores, começa a viver neles e experimenta uma sensação de tranquilidade, excelência e plenitude.

Uma meta importante no estudo da Cabala é utilizar esse conhecimento para influir no próprio destino. Começamos esse processo tomando consciência de nosso verdadeiro propósito de estar aqui, descobrindo o significado da vida e a razão pela qual nos foi outorgada.

Depois de fazermos essas perguntas e refletirmos sobre isso, temos que relacionar tudo isso com a Cabala, que estabelece que o Criador criou todos os mundos simultaneamente, inclusive o nosso. Escrituras do século passado explicam que somos a primeira geração capaz de usar a Cabala em nosso mundo, o mundo material finito. Porém, a fim de progredir em nossa compreensão da sabedoria da Cabala e utilizar esse conhecimento de forma apropriada, precisamos elevar nosso olhar acima do horizonte de nosso universo material. A Cabala nos dá tudo o que precisamos para esclarecer nossa percepção da realidade, e expandirmo-nos além das fronteiras e limitações de nossas vidas diárias.

***

Sobre o autor:

O cabalista Dr. Michael Laitman, mestreem cibernéticamédico-biológica e doutor em filosofia e Cabala, professor de ontologia e teoria do conhecimento, é fundador e presidente do Instituto Bnei Baruch para a Educação e Pesquisa da cabala, uma organização sem fins lucrativos dedicada à difusão generalizada desta sabedoria.

Durante doze anos, estudou intensamente ao lado do seu mentor, o cabalista Baruch Ashlag, primogênito e sucessor do cabalista Yehuda Ashlag, autor do Sulam, o comentário mais respeitado sobre o livro do Zohar. Após ter recebido os ensinamentos de seu guia, o Dr. Laitman comprometeu-se a divulgar esse conhecimento aos outros.

Autor de cerca de 30 livros sobre o assunto, publicado em 9 idiomas, é um aclamado conferencista em círculos acadêmicos dos Estados Unidos e Europa.

SHIMSHON – AS LETRAS DO ALFABETO HEBRAICO


Shim

Mónica Guttmann, Editora Sêfer, 40 páginas (18×25 cm, brochura), ISBN 85-85583-15-0, 1998

PORTUGAL: Informações e encomendas através do email euronigma@sapo.pt

BRASIL:http://www.sefer.com.br/details/235/shimshon

***

As Letras do Alfabeto Hebraico – Colecção Seferzinho

“Shimshon despediu-se de seu pai, de sua mãe, de seu irmão e de sua irmã, e saiu em busca de sua própria história. Shimshon queria encontrar a paz… onde?”

Um personagem encantador percorrendo os caminhos da paz, trazendo as mais alegres mensagens em histórias para viver, aprender e sonhar…

Shimshon é um livro adorável para crianças em fase da alfabetização, um delicioso convite a um primeiro contacto com o Alef-Beit, o alfabeto hebraico, traduzindo os ensinamentos dessa cultura ancestral que “vai directo ao coração das pessoas”.

Um delicioso presente de Mónica Guttmann a seus jovens leitores, Shimshon é um livro que diverte, ensina e ilumina os caminhos da imaginação.

Heloisa Prieto

***

Sobre a autora:

Nascida em São Paulo, Mónica Guttmann é formada em Psicologia, com especializações em Arte-Terapia e Arte-Educação, áreas nas quais actua. Também escreve e ilustra contos publicados em revistas diversas e livros didácticos. Além de SHIMSHON, seus outros trabalhos destinados ao público infantil são ARMANDO (1990), QUERO TE CONTAR UMA HISTÓRIA (1993) e SEMENTES DE CARINHO PARA SEU NINHO (1993).

AS MELHORES PIADAS DO HUMOR JUDAICO


101

Abram Zylbersztajn, Editora Garamond, 174 páginas (21×21 cm, brochura), ISBN 85-86435-57-0, 2001 – 8ª edição

PORTUGAL: Informações e encomendas através do email euronigma@sapo.pt

BRASIL:http://www.sefer.com.br/details/101/as-melhores-piadas-do-humor-judaico-1

***

As Melhores Piadas do Humor Judaico vol. 1

Na sua estreia no mundo das letras, o autor reuniu o melhor do humor Yidish em língua portuguesa e piadas contadas por ele em festas, palestras e apresentações que faz para a comunidade, sempre com a finalidade de trazer um pouco de alegria e divertimento.

Este livro é uma bela contribuição para a preservação desta vertente do humor que, no Brasil, ainda é desconhecida, mas que faz a base do melhor humor americano por gente como Woody Allen, Lenny Bruce, Groucho Marx, Milton Berle, Mel Brooks, Art Buchwald, Seinfeld e tantos outros.

***

Na sua estreia no mundo das letras, Abram reuniu o melhor do humor Yidish em língua portuguesa. Anedotas clássicas, muito engraçadas e que Zylberstajn conta em festas, palestras e apresentações que faz para a comunidade, sempre com a finalidade de trazer um pouco de alegria e divertimento. Este livro é uma bela contribuição para a preservação desta vertente do humor que, no Brasil, ainda é desconhecida, mas que faz a base do melhor humor americano por gente como Woody Allen, Lenny Bruce, Grouch Marx, Milton Berle, Mel Brooks, Art Buchwald, Seinfeld e tantos outros. Marcelo Madureira

O humor judaico é, sem dúvida, uma das grandes heranças desta forma de expressão humana. Seu mais eficaz instrumento é fazer graça de suas próprias características com cruel subtileza… Este livro, com exemplos deliciosos, não é apenas mais um do género. Quem o escreve é, em si, um de seus personagens. Abram é aquele sujeito que antes de dizer “bom dia” lhe conta uma piada. Os ingredientes estão aí: material divertido, escrito de alma e que lhe fará rir muito. Nilton Bonder

Quando vejo Abram se aproximar já preparo o riso: lá vem a última anedota do humor judaico. Inúmeras vezes pedi ao Abram para compilar essas piadas, para utilizá-las em programas de humor de televisão. Ele dizia que um dia ia escrever um livro, mas que a renda Seia em benefício de uma instituição de caridade. Bravo Abram! Sempre digno e amigo. Com seu livro, posso tê-lo ao meu lado sempre que precisar dar boas gargalhadas.Maurício Sherman

Abram é um grande piadista. Como ele é amigo dos meus pais, há muitos anos tenho o prazer de ouvi-lo, em festas e reuniões, desfilando seu repertório de humor judaico e provocando um turbilhão de risadas. Com este livro, felizmente, temos o “Abram de bolso”, para alegrar a vida. Um livro imperdível. Carlos Minc

***

O verdadeiro humor não tem a função de ser apenas hilariante. Como as histórias nos falam de inconsciente a inconsciente, as piadas nos falam de existência a existência. Nossas angústias, dúvidas, perplexidades, insensatez e tanto mais da experiência humana são codificados não em prosa ou verso, mas em piadas. O humor judaico é, sem dúvida, uma das grandes heranças desta forma de expressão humana.

Seu mais eficaz instrumento é fazer graça das próprias características com cruel subtileza. Como é um telegrama judaico?: “Segue carta. Comece a se preocupar.” E três judeus juntos, quantas opiniões? Quatro, em caso de um ser esquizofrénico.

Este livro, com exemplos deliciosos deste humor, não é apenas mais um do género. Quem o escreve é, em si, um de seus personagens. Abram é aquele sujeito que antes de dizer “bom dia” lhe conta uma piada. Aquele sujeito que nos leva da displicência ao riso em dois segundos; aquele que não se desconcerta: quando a piada não tem grande impacto, de imediato vem outra e outra piada. Afinal, os personagens destas piadas são Jacós, Saras – e por que não Abrams?

Os ingredientes estão aí: material divertido, escrito de alma e que lhe fará rir muito. Isto tudo com direito ao bónus maior de reflectir sobre a vida e a existência. Uma “metsie”, um bom negócio!

Você conhece aquela do…?

Nilton Bonder (rabino e escritor)

***

Sobre o autor:

Abram Zilbersztajn nasceu em 1929, no Rio de Janeiro. Administrador de empresas, desde muito jovem desenvolve actividades artísticas e culturais. Foi actor em várias companhias de teatro amador, intérprete de shows humorísticos no colégio Pedro II (onde estudou) e, mais tarde, em inúmeras associações judaicas, ao lado de Maurício Sherman. Há anos faz espectáculos de humor em hospitais, asilos e instituições beneficentes. Fundador de inúmeros coros, Zilbersztajn participa há 44 anos no Coral Israelita Brasileiro.

O CAMINHO DOS JUSTOS – MESSILAT IESHARIM


Capinha caminho dos justos

Rabino Moshe Chaim Luzzato, 328 páginas (14×21 cm, capa flexível), ISBN 85-85583-31-2, 2002

PORTUGAL: Informações e encomendas através do email euronigma@sapo.pt

BRASIL:http://www.sefer.com.br/details/170/caminho-dos-justos

***

Messilat Iesharim

Este clássico da literatura religiosa judaica, escrito no século 18, ensina como alcançar uma vida santificada, baseada na mais pura e verdadeira devoção a Deus e às Suas leis.

O Caminho, descrito e explorado etapa por etapa, parte da observação e do pensamento na busca por valores como Dedicação, Integridade, Pureza, Virtude, Humildade e Temor, para se atingir o ideal da Santidade em nossa existência.

***

Sobre o Autor:

O Rabino Moshe Chaim Luzzatto, o “Ramchal”, assim conhecido por suas iniciais em hebraico, foi uma das figuras mais extraordinárias da história judaica. Nascido em Pádua, na Itália, em 1707, revelou ainda criança sua verdadeira genialidade no estudo da Torá. Aos 11 anos de idade, já dominava totalmente o Talmud e, aos 14, escreveu seu primeiro livro. Também muito jovem, aos 13 anos, mergulhou no estudo da Cabalá a partir das obras do Ari ZAL, e seu talento fez com que se tornasse um dos grandes cabalistas de todos os tempos.

Como havia ocorrido séculos antes com Maimónides, também o Ramchal foi um dos eruditos mais polémicos e discutidos de sua geração. Sua extrema capacidade, especialmente no campo do misticismo judaico, chegou a levantar desconfiança entre os estudiosos, pois vivia-se a época posterior à dos falsos messias, e as desastrosas deturpações espirituais que produziram ainda traziam à tona a profunda cautela da comunidade rabínica.

A natureza inovadora e rica do seu trabalho provocou que um sábio da época escrevesse aos rabinos de Ancona, para que investigassem o Ramchal “da cabeça aos pés”, pois havia sido informado de que ele, o Ramchal, receberia mensagens de um Maguid (anjo) que, por sua vez, lhe revelaria segredos místicos.

As sanções da comunidade rabínica local contra o Ramchal acabaram tornando-o objecto de um “Cherem” (carta de excomunhão). Nesta situação dolorosa e injusta, ele deixou Pádua e seguiu para Amesterdão, esperando encontrar um ambiente receptivo às suas ideias e ao seu trabalho. Apenas mais tarde se tornaria claro que o alto rabinato da Itália e de alguns outros países europeus havia se deixado tomar pelo medo frente à postura inovadora do Ramchal, e que, na verdade, ele era um ilustre estudioso que viria a iluminar o caminho de gerações futuras. Com o tempo, a verdade emergiu mais forte do que nunca, e o Ramchal foi consagrado como um dos sábios mais importantes de todas as gerações. Seus livros – entre os quais se destacam “O Caminho de Deus” e o “Caminho dos Justos” – são tratados até hoje como fontes de referência no estudo da Torá.

Como muitos dos líderes da história judaica, o Ramchal acalentava o sonho de morar na Terra de Israel, para poder se aproximar ainda mais de Deus. E assim fez, indo morar para a cidade de Aco. Porém, três anos depois de sua chegada, faleceu precocemente aos 39 anos de idade, sendo enterrado na cidade de Tiberíades, ao lado do túmulo do Rabi Akiva.

CHASSIDISMO – O MOVIMENTO E SEUS MESTRES


Chassidismo Vol 10

Harry M Rabinowicz, A. Koogan (Editor), Editora Sêfer, 441 páginas (18×24 cm, brochura), 1990

PORTUGAL: Informações e encomendas através do email euronigma@sapo.pt

***

Chassidismo, o Movimento e seus Mestres

Apresenta a história completa, do surgimento aos nossos dias, desse movimento tão singular em suas concepções e em sua prática do judaísmo.

A evolução das ideias e dos centros chassidicos, as disputas com outras correntes do judaísmo, as biografias dos grandes mestres, são narrados com leveza e um certo humor.

O livro conta também com índice remissivo, notas e bibliografia.

Paulo Geiger

Editor

(Este livro é o volume 10 da Colecção Judaica)

SABORES PARA SEMPRE – Culinária Sefaradi


Sabores para Sempre

Congregação Monte Sinai, Editora Sêfer, 90 páginas (21,5 x 21,5 cm, Capa Dura), ISBN 85-85583-33-9, 2001

PORTUGAL: Informações e encomendas através do email euronigma@sapo.pt.

***

Sabores para Sempre – Culinária Sefaradi

Lindo e prático livro de culinária, que tem como objectivo documentar e deixar como legado receitas que durante décadas vêm fazendo parte das mesas das famílias da Congregação Monte Sinai, que completou 30 anos de existência, mostrando a importância da comida na tradição da cultura sefaradi. Uma ênfase toda especial foi dedicada aos saborosos temperos da rica culinária judaica do médio-oriente.

%d bloggers like this: