HISTÓRIA DOS JUDEUS PORTUGUESES


Carsten L. Wilke, Edições 70 (Portugal), Colecção Lugar da História, 247 páginas, ISBN 9789724415789, 2009, já nas Livrarias!

Portugal tem um olhar único sobre a história judaica. No imaginário nacional, o judaísmo pertence não apenas à sua tradição cultural, mas também à sua genealogia. Na época medieval, os monarcas portugueses garantiram aos judeus mais protecção e segurança do que qualquer outro país europeu.

A entrada de Portugal na era moderna fez-se, porém, no decurso de um processo de «cristianização» violenta de toda a sua vasta comunidade judaica, e os descendentes desta, quando não puderam, ou quiseram, sobreviver como judeus no exílio, misturaram-se em grande número ao resto da população. Os que se exilaram e vieram a fundar, ou desenvolver, dezenas das mais dinâmicas comunidades judaicas do mundo moderno, nem por isso deixaram de reivindicar além-fronteiras a identidade contraditória de «judeus do desterro de Portugal».

Há mais de um século que esta história complexa e absolutamente singular apaixona estudiosos dos mais variados ramos do saber, dentro e fora de Portugal. E se hoje os aspectos parcelares de dois milénios de civilização judeo-portuguesa estão amplamente estudados, são também dos mais mal resumidos, o que explica que sejam tão mal conhecidos fora dos círculos especializados. A presente síntese vem colmatar essa lacuna.

***

Sobre o autor:

Carsten L. Wilke é doutor em Estudos Judaicos pela Universidade de Colónia e estudou na Escola Prática de Altos Estudos de Paris. Foi professor nas universidades de Heidelberg, Düsseldorf e Bruxelas, e é actualmente investigador no Instituto Steinheim de História Judaica Alemã, em Duisburg. Autor de numerosos livros e artigos, Carsten Wilke tem-se dedicado ao estudo das transformações vividas pelo judaísmo europeu, desde o criptojudaísmo do Renascimento ibérico até o modernismo rabínico do século XIX.

In Revista Shalom (Brasil) – Maio de 2007


Informações e encomendas através do email euronigma@sapo.pt

LANÇAMENTO EM PORTUGAL DA BÍBLIA HEBRAICA (TANACH)



COM A PRESENÇA DE JAIRO FRIDLIN DA EDITORA E LIVRARIA SÊFER

A LIVRARIA JUDAICA DO BRASIL

É com grande orgulho que comunicamos a chegada da Editora e Livraria Sêfer – maior editora de livros Judaicos em Português – a Portugal por intermédio da Euroenigma, Lda.

A Euroenigma será a parceira da Sêfer para a Europa e têm o prazer oficializar esta parceria com o lançamento o lançamento da Bíblia Hebraica (Tanach) mais de 500 anos após o início da Inquisição em Portugal colmatando esta lacuna do mercado.

O lançamento desta tradução inédita para o Português é directamente do Hebraico e à luz do Talmud, das fontes Judaicas e com supervisão Rabínica e contará com a presença especial de Jairo Fridlin (um dos autores e editor desta tradução) e está marcado para os seguintes dias:

– 27 de Março 2007 pelas 18:30 na FNAC do Chiado. Este evento conta com o apoio da FNAC, APEJ (Associação Portuguesa de Estudos Judaicos) e da CIL (Comunidade Israelita de Lisboa)

– 28 de Março de 2007 pelas 22:00 no Clube Literário do Porto. Este evento conta com o apoio da Ladina (Associação de Cultura Sefardita) e do CLP (Clube Literário do Porto).

Breve explicação da obra agora apresentada em Português:

Tanach é um acrónimo utilizado dentro do Judaísmo para denominar o principal conjunto de livros sagrados, sendo esta a designação mais próxima de uma Bíblia Judaica. O conteúdo do Tanach é o original e equivalente ao Antigo Testamento, mas ligeiramente diferente no conteúdo. O Tanach contém a Torá (também conhecida por Chumash, isto é “Os Cinco” e refere-se aos cinco livros também conhecidos como Pentateuco), Neviim (Profetas) e Ketuvim (Escritos). De acordo com a tradição Judaica, o Tanach consiste de 24 livros. A Torá possui 5 livros, o Neviim possui 8 e o Ketuvim 11.

A versão em português da Bíblia Hebraica (Tanach) tem 880 páginas, capa dura de luxo e uma lombada de apenas dois centímetros e meio, porque empregou-se o chamado papel bíblia, cuja folha pesa apenas 44 gramas. O livro é uma obra coletiva. Ele o traduziu junto com David Gorodovits, do Rio, e teve a revisão técnico-religiosa dos rabinos Marcelo Borer, Daniel Touitou e Saul Paves, e dos professores Norma e Ruben Rosenberg, Daniel Presman e Marcel Berditchevsky.

Informações e encomendas através do email euronigma@sapo.pt


%d bloggers like this: