O ANO JUDAICO ILUSTRADO


O Ano Judaico123

Danny Wool e Yelfim (Chaim) Yudin, Editora Sêfer, 92 páginas (21×28 cm, colorido, capa dura), ISBN 85-85583-77-4, 2007

Informações e encomendas através do email euronigma@sapo.pt

* * *

O Ano Judaico Ilustrado

Livro sobre as festas judaicas, ricamente ilustrado, em capa dura, formato 21 x 28 cm, indicado para crianças e adolescentes (mas que os adultos adorarão conhecer, pois ensina muitos detalhes interessantes sobre cada data do calendário judaico).

Cada festa é tratada em um capítulo separado por meio de informações sobre sua origem e contexto histórico, conceitos ligados a ela, histórias que ilustram sua essência e os costumes para cada ocasião.

Esta obra é uma edição internacional (já disponível em hebraico, inglês e russo) e foi diagramada e impressa em Israel. Já está adoptada em todas as escolas judaicas do Brasil e de Portugal.

* * *

Prepare-se para passar um ano inteirinho com Beto e Debi, explorando e descobrindo tudo sobre o calendário judaico.

Rico em conteúdo, divertido e interessante, O ANO JUDAICO ILUSTRADO dá vida e ritmo aos meses judaicos, tornando-os envolventes para toda a família.

Por meio das bem-humoradas perguntas e respostas de Beto e Debi e de uma selecção criteriosa de contos e histórias, as crianças aprenderão brincando tudo sobre as festas judaicas e seus costumes.

Ilustrado e editado com raro requinte, O ANO JUDAICO ILUSTRADO é um meio original e lúdico de aprender sobre a história, as ideias e as práticas que tornam as festas judaicas uma experiência de vida enriquecedora e significativa.

* * *

Introdução

Se o intuito da publicação do Livro do Shabat (pela mesma editora de Israel e, em breve, também em português) era o de introduzir as crianças judias ao conceito do “tempo judaico”, este livro, por sua vez, foi projectado com a finalidade de explorar esse tempo em todos os seus aspectos históricos, culturais, éticos, literários e espirituais.

Os primeiros passos nesta direcção foram dados com a introdução do conceito da semana judaica, com a porção da Torá nos fornecendo uma narrativa semanal de histórias e leis, culminando no glorioso palácio que chamamos de Shabat.

Agora, neste livro, mapeamos todo o calendário com a intenção de fornecer o conhecimento, os sentimentos e as ideias profundas que envolvem cada dia sagrado do ano judaico. O objectivo deste livro é deixar de lado os meses com os quais estamos mais familiarizados – de janeiro a dezembro – e aprender o ritmo dos nossos próprios meses hebraicos – de Tishrei a Elul.

Chaim Nachman Bialik, o grande poeta nacional judeu do século passado, escreveu certa vez um artigo para justificar a celebração de Chanucá como um evento nacional, além do significado espiritual que essa festa representa para nós, judeus. Nesse breve artigo, a fim de elucidar as festas judaicas, ele usa uma metáfora com a qual qualquer judeu é capaz de se identificar. Bialik compara nossas celebrações – tanto as alegres quanto as tristes – a montanhas no tempo, cuja função é servir de testemunhas das erupções vulcânicas e dos terramotos que ocorreram anteriormente em nossa história. Esses eventos cataclísmicos foram tão potentes na época em que ocorreram que deixaram vestígios permanentes na história de nossa gente. A cada ano, quando atravessamos essas “montanhas”, elas nos remetem aos eventos do passado, aos anos em que nos formávamos como povo. Nesse trajecto, é possível perceber colinas menores que testemunham outros momentos dramáticos da nossa história, de natureza similar e de significado idêntico às experiências que vivenciamos no momento actual.

Desde o tempo de Bialik, novos capítulos foram escritos em nossa história e dias especiais para comemorar esses eventos foram criados. As gerações futuras verão novas montanhas, nas quais vivenciamos os horrores do Holocausto, o orgulho pelo estabelecimento do Estado de Israel, a trágica perda de soldados israelenses e nossa alegria pela reunificação de Jerusalém, a eterna capital do nosso povo. Iom Hashoá Vehaguevurá, Iom Haatsmaút, Iom Hazicarón e Iom Ierushaláyim fazem parte, agora, do panorama do nosso calendário.

Por tudo isso, este livro é dedicado a todas as crianças e jovens judeus do mundo inteiro que anseiam retornar ao seio do povo judeu após algumas décadas de distanciamento de suas origens e de uma certa separação espiritual. Esta obra foi escrita numa linguagem que possibilitasse a todos – inclusive a seus pais – compreender o nosso calendário, para que as nossas festas sejam as suas festas também, e nossas tradições, as suas referências culturais e religiosas. Assim, nossos costumes de alegria e sofrimento serão compartilhados e vivenciados igualmente pelos judeus de todo o mundo.

Dr. Seymour Epstein

Diretor de Educação Judaica do

Comitê Judaico-Americano de Distribuição JOINT

2º LIVRO JUDAICO DOS PORQUÊS



Alfred J. Kolatch, Editora Sêfer, 408 páginas (14×21 cm, capa flexível), ISBN 85-85583-19-3, 1998

PORTUGAL: Informações e encomendas através do email euronigma@sapo.pt

***

O 2º Livro Judaico dos Porquês não é uma mera continuação, mas sim uma consequência.

No Livro Judaico dos Porquês, o rabino Alfred J. Kolatch havia abordado centenas de questões fundamentais sobre todos os aspectos do judaísmo – o Shabat e os feriados religiosos; as leis de Cashrut; os rituais observados nas sinagogas e os vários marcos da vida, como o nascimento, a circuncisão, Bar e Bat- Mitzvá, casamento e divórcio, morte e luto. Alguns destes temas são aqui retomados, ora explorados em maior profundidade, ora comentados de forma mais extensa ou, ainda, enriquecidos por informações totalmente novas.

***

“A resposta entusiástica que a publicação do Livro Judaico dos Porquês recebeu foi algo inesperado e bastante encorajador. A obra respondia a cerca de 500 perguntas, mas também provocava novas dúvidas…

O 2º Livro Judaico dos Porquês explora alguns daqueles temas com maior profundidade e discute outros assuntos mais complexos como, aborto, conversão, controle de natalidade, inseminação artificial, transplante de órgãos, tabagismo, proselitismo, casamentos mistos, detalhes referentes à observância do Shabat e as relações de entre judeus e cristãos.”

Alfred J. Kolatch

***

Sobre o Autor:

O Rabino Alfred J. Kolatch é formado pelo Seminário para Professores e pela Faculdade de Ciências Humanas da Yeshiva University, foi ordenado rabino pelo Jewish Theological Seminary of America, recebendo em seguida o Título Doutor Honoris Causa em Teologia. De 1941 a 1948 exerceu a função de rabina das congregações de Columbia, Carolina do Sul, Kew Gardens e Nova York, e como rabino do exército dos Estados Unidos. Em 1948, fundou a Jonathan David Publishers, onde ocupa o cargo de director-presidente. Entre suas inúmeras obras publicadas destacam-se: The New Name Dictionary, The Jewish Home Advisor, Estórias da Bíblia para Crianças (lançado pela Editora Sêfer), The Jewish Child’s First Book of Why, Our Religion: The Torah, Jewish Information Quiz Book, Who’s Who in the Talmud, The Family Seder, This is the Torah e The Complete Dictionary of English and Hebrew Names.

LIVRO JUDAICO DOS PORQUÊS


Alfred J. Kolatch, Editora Sêfer, 346 páginas (14×21 cm, capa flexível), ISBN 85-85583-04-5, 1998 (5ª Edição)

PORTUGAL: Informações e encomendas através do email euronigma@sapo.pt

***

Este best-seller explora cerca de 500 questões básicas sobre o judaísmo. Em uma linguagem simples e directa, o rabino Alfred J. Kolatch explica em que os judeus acreditam, como eles observam as suas festividades, qual é o significado dos seus costumes e cerimónias, e quais as diferenças entre as correntes religiosas.

Entre as perguntas respondidas encontram-se:

  • Porque um filho de pai judeu não é necessariamente judeu?
  • Porque os Meninos são circuncidados?
  • Porque se quebra um copo na cerimónia do casamento?
  • Porque porco e camarão não são casher?
  • Porque os judeus comem guefilte fish no Shabat?

O Livro Judaico dos Porquês traz uma importante contribuição para desmistificar muitos dos mal-entendidos e conceitos erróneos que envolvem a observância judaica. Tanto os judeus como os não judeus acharão este livro esclarecedor.

***

“Ao longo dos anos, Têm surgido diversos livros que descrevem a vida judaica – suas leis, seus costumes e suas cerimónias. A maioria se dedica a uma exposição de regras de conduta mas poucos, se é que algum deles, dedicam-se a explicar o porquê de certas leis, costumes e cerimónias.

O Livro Judaico dos Porquês não aconselha aos judeus como conduzir suas vidas. Ele não é um livro de Halachá – de lei judaica. Este livro tem como único intuito explicar o raciocínio existente por trás dos costumes seguidos.”

Alfred J. Kolatch

***

Sobre o Autor:

O Rabino Alfred J. Kolatch é formado pelo Seminário para Professores e pela Faculdade de Ciências Humanas da Yeshiva University, foi ordenado rabino pelo Jewish Theological Seminary of America, recebendo em seguida o Título Doutor Honoris Causa em Teologia. De 1941 a 1948 exerceu a função de rabino nas congregações de Columbia, Carolina do Sul, Kew Gardens e Nova York, e como rabino do exército dos Estados Unidos. Em 1948, fundou a Jonathan David Publishers, onde ocupa o cargo de director-presidente.

Entre suas inúmeras obras publicadas destacam-se: The New Name Dictionary, The Jewish Home Advisor, The Jewish Child’s Book of Why, Our Religion: The Torah, Jewish Information Quis Book, Who’s Who in the Talmud, The Family Seder e The Complete Dictionary of English and Hebrew First Names.

Em Português foram lançados: Livro Judaico dos Porquês, Segundo Livro Judaico dos Porquês, Os Porquês da Torá e Estórias da Bíblia para Crianças, pela Editora e Livraria Sêfer.

O MAIS COMPLETO GUIA SOBRE JUDAÍSMO


Rabino Benjamin Blech, Editora Sêfer, 496 páginas (16×23 cm, brochura), ISBN 85-85583-53-3, 2004

Informações e encomendas através do email euronigma@sapo.pt

***

Você não precisa de ser Judeu para conhecer esta religião milenar! É claro que você não é tolo. Você sabe que o cristianismo e o islamismo derivam do judaísmo, a “religião-mãe”, mas não têm a certeza do que elas têm em comum e em que são diferentes. O que faz do Judaísmo uma religião singular? O que os Judeus encontram em sua crença que lhes dá sabedoria, conforto e plenitude espiritual?

Compreender o judaísmo não é assim tão difícil – especialmente se você tem O Mais Completo Guia sobre Judaísmo nas mãos. Este livro traz:

·O bê-á-bá do judaísmo.

·Explicações claras e precisas das primeiras crenças, leis e costumes de um povo milenar.

·Origens e interpretações das tradições mantidas por judeus de todo o mundo.

·Apresentação concisa das principais obras do judaísmo – da Bíblia aos ensinamentos da Cabalá.

·A visão judaica sobre sexo, casamento, criação dos filhos, luto e muito mais.

·Comentários e reflexões sobre os desafios contemporâneos do povo judeu.

Aprenda mais sobre:

·Tradições populares, rituais e cerimónias.

·O que acontece em uma sinagoga.

·As três diferentes maneiras de rezar.

·As grandes festas e como celebrá-las.

·Os estágios do luto segundo o judaísmo.

·Misticismo e Cabalá.

·Reflexões do Talmud e do Midrásh.

Sobre o Autor:

O Rabino Benjamin Blech é um educador, líder religioso, escritor e um orador conhecido nos Estados Unidos e Internacionalmente. Ele é professor associado da Yeshiva University e rabino emérito da Congregação Young Israel of Oceanside, em Nova York. Aparece com frequência em canais de TV norte-americanos e escreve para jornais e revistas como Newsweek e The New York Times. Seu sítio na internet é www.benjaminblech.com.

Comentário sobre esta obra:

Com sensibilidade e conhecimento, o rabino Blech expõe as muitas cores do pensamento judaico um verdadeiro arco-íris em technicolor. Através de uma mescla única de relatos, midrashim, princípios éticos e história, somos convidados a conhecer de perto este rico universo.

Richard M. Joel, ex-presidente e director internacional da Fundação Hillel: Fundação para uma Vida Universitária Judaica, e a actual presidente da Yeshiva University de Nova York.

JUDAÍSMO PARA O SÉCULO 21


Aryeh Carmell, Editora Sêfer, 366 páginas (16x23cm, capa flexível), ISBN 85-85583-54-1, 2003

Informações e encomendas através do email euronigma@sapo.pt

***

Judaísmo para o Século 21 mostra que os mandamentos da Torá formam um sistema dinâmico e abrangente destinado a aprimorar o homem, estabelecer uma sociedade justa e fraterna, onde o altruísmo prevaleça sobre o egoísmo, e que seja um modelo para toda a humanidade.

Nós que vivemos numa era conturbada, onde milhões de pessoas anseiam por uma direcção a seguir, vamos descobrir neste livro como o judaísmo responde aos grandes desafios da vida moderna, tais como crescimento intelectual, moral e espiritual, relacionamento familiar, preservação do meio ambiente e a revolução tecnológica.

Sobre o Autor:

O Rabino Aryeh Carmell nasceu em Londres, formou-se em Ciências pela London University e é membro do Royal Institution of Chartered Surveyours. Ordenou-se rabino em Israel, ajudou a formar o Jewish Scholarship Centre, a Association for Promoting Torah Education e o Teacher’s College, e é membro fundador da British Association of Orthodox Jewish Scientists. Co-editou em hebraico Michtáv Me-Eliyahu, obra póstuma de quatro volumes sobre os escritos do Rabino Eliyahu Dessler (de quem foi discípulo próximo) e a adaptou para o inglês sob o título de Strive For Truth (cuja versão condensada foi lançada em Português pela Editora Sêfer sob o título Em Busca da Verdade). Entre os inúmeros livros que escreveu e co-editou destacam-se Aiding Talmud Study, Challenge – Torah Views on Science and its Problems e Encounter – Essays on Torah and Modern Life. Actualmente ocupa o cargo de vice-director e professor de Talmud e Ética na Iéshivá Devar Ierushaláyim, em Israel.

NA ESPIRAL DO TEMPO



Uma viagem pelo calendário judaico

David Gorodovits, 182 páginas (14×21 cm, brochura), ISBN 978-85-85583-92-7, 2008

Informações e encomendas através do email euronigma@sapo.pt

***

Descreve, comenta e explica as datas e festas do calendário judaico, entremeando as lindas parábolas do autor, que tanto emocionam seus ávidos ouvintes e leitores.
As festas e as comemorações nacionais representam os pontos de inserção na história da nação, em seus momentos mais significativos e marcantes, para que não se esqueçam seus caminhos no passado como um indicador de quem somos e dos caminhos para o nosso futuro. As festas e as comemorações religiosas nos inserem na espiritualidade da fé, na comunhão com o Divino, contraponto necessário para dar um sentido à vida que transcende o materialismo do dia-a-dia. As festas e comemorações populares, folclóricas, nos remetem à alegria de uma cultura autêntica, que é ao mesmo tempo a expressão de nossa maneira de viver e de como queremos viver. As festas e comemorações judaicas reúnem, todas e cada uma delas, esses significados, como nos conta David Gorodovits em seu livro Na Espiral do Tempo. Com clareza, leveza, fluência e bom humor, ele nos apresenta a cada uma das comemorações judaicas ao longo do ano, ao longo dos meses, ao longo da semana; explica seu significado, sua raiz histórica, os costumes a elas vinculados, assim como nos dá uma visão humana e humanística de sua repercussão no corpo e na alma, da emoção que elas evocam, da memória que suscitam, das vivências que proporcionam, dos pequenos e grandes aspectos que as cercaram no passado e as criaram como elo entre este passado, o presente e o futuro dos judeus e do povo judeu.
Neste livro não só se aprende tudo sobre esses momentos cruciais da história e da religião judaicas, mas aprendemos também como eles repercutem na vida real das pessoas, como seu significado se traduz em vivência, e não só em culto e memória. As histórias e episódios que o autor nos conta com maestria formam um verdadeiro midrash, e os poemas e excertos que ele reúne em torno de temas heróicos ou dramáticos da história são a reverberação da alma judaica que exulta ou que sofre, que resiste ou que festeja, que chora ou que ri.
Na espiral do tempo justifica seu nome da primeira à última página. Uma espiral que se enraíza no mais distante passado, há milhares de anos atrás, e nos traz esse passado, transformado em recordação, em comemoração, em vivência ao presente, para que possamos vislumbrar essa espiral nos levando de encontro ao futuro inevitável do povo judeu, que é o do eterno reencontro com si mesmo.Paulo Geiger

Sobre o autor:
DAVID GORODOVITS, natural de Salvador, na Bahia, é pós-graduado em Engenharia Civil e Engenharia de Segurança, tendo feito vários cursos nas áreas de Administração de Empresas e Física. Actuou nos últimos 25 anos na área de Suprimentos e actualmente é o Director Executivo do Centro de História e Cultura Judaica (CHCJ). Mora no Rio de Janeiro há mais de 50 anos e é membro actuante em quase todas as entidades judaicas da cidade, onde encanta os participantes de suas palestras, prédicas e cursos, com pérolas da milenar sabedoria judaica. É membro do Conselho Editorial da Sêfer e participou decisivamente na edição das obras SALMOS, A ÉTICA DO SINAI, TORÁ, O CAMINHO DOS JUSTOS, NEGÓCIO FECHADO, BÍBLIA HEBRAICA e O QUE É RESPEITAR O SHABAT? É casado com a pedagoga Augusta, pai de 3 filhos, 11 netos e 2 bisnetos.

Euroenigma associa-se ao Evento Letras do Mundo na Byblos



Vai decorrer na Livraria Byblos, entre 26 de Maio e 5 de Junho de 2008, a primeira edição das «Letras do Mundo», dedicada a Israel, actualmente a celebrar o seu 60º aniversário.

Durante esse período, mais de uma centena de títulos, em português mas também em inglês e francês, bem como um ciclo de conferências e outras iniciativas afins, proporcionarão ao público a possibilidade de conhecer muitas das obras mais significativas da literatura hebraica moderna, contemporânea do regresso à Palestina, da criação de Israel e das suas seis décadas de existência, bem como o contexto histórico em que ela se afirmou como uma da mais vibrantes literaturas do mundo.

Como não podia deixar de ser, a editora Sêfer através da Euroenigma associa-se a este evento e estará presente com grande parte do seu sortido de títulos, que mesmo depois do evento continuarão disponíveis na livraria e no “website” da Byblos.

A cerimónia de abertura (dia 26 de Maio) será presidida por S. E. o Embaixador de Israel, Sr. Aaron Ram, e incluirá um concerto de música klezmer, pelo Mucznik Quintet.

Richard Zimler, autor do best-seller mundial «O último cabalista de Lisboa», abordará na sua conferência (dia 27 de Maio) o tema da «busca de identidade» judaica, traçando o mapa dos «paralelismos entre a ficção da diáspora e a ficção israelita».

Lúcia Liba Mucznik, tradutora para português de autores como Amos Oz, David Grossman, Alona Kimhi ou Etgar Keret, partilhará com o público (dia 28 de Maio) «reflexões em torno da língua e literatura hebraicas contemporâneas», considerando o movimento que transportou o hebraico – língua dormente durante dois mil anos, reservada apenas aos actos de culto – «do texto sagrado para a rua».

Lídia Jorge, a autora de «O dia dos prodígios» e «O cais das merendas», debruçando-se sobre a obra «Em carne viva», de David Grossman, falará (dia 30 de Maio) da «chamada da terra», isto é, nas suas palavras, da forma exemplar como naquele autor israelita o impulso poético existe em permanente tensão com a urgência do político.

Rui Zink, autor de «Hotel Lusitano» e «Dádiva divina», conversará com o público (dia 4 de Junho) «em torno de Amos Oz».

A história e a actualidade serão abordadas por João Pereira Coutinho, colunista do «Expresso» e da «Folha de São Paulo», numa conferência (dia 3 de Junho) intitulada «Operação Shylock: Ficções e Realidade».

O ciclo encerra dia 5 de Junho, com uma palestra de Esther Mucznik, investigadora de Estudos Judaicos e co-autora e editora da obra «Israel, ontem e hoje», sobre «Israel ou a Difícil Busca da “Normalidade”».

Durante as «Letras do Mundo» terá lugar uma leitura de poemas (dia 27 de Maio), de Rami Saari e por Rami Saari, poeta israelita contemporâneo e tradutor de Fernando Pessoa para hebraico. A leitura será em hebraico e o poeta Nuno Moura fará a leitura dos poemas em tradução portuguesa.

Além de uma vasta mostra e oferta de livros, a Livraria Byblos terá disponível ao público, durante toda a duração das «Letras do Mundo», uma selecção de discos de música judaica e israelita.

Byblos Amoreiras
Rua Carlos Alberto da Mota Pinto, 17
Lisboa

 

%d bloggers like this: