Lisbon to hold first Jewish film festival | JPost | Israel News


Hundreds expected to attend 3-day festival in Portuguese capital set to open on May 22.

De Lisbonne à Porto

Hundreds of people were expected to attend Lisbon’s first-ever Jewish film festival next week.

The three-day festival, entitled “Judaica: 1st exhibition of cinema and culture,” was scheduled to open on May 22 at Lisbon’s main art cinema, Cinema Sao Jorge, and will include 15 Jewish and Israeli documentary and feature productions, according to a report by the Jornal Digital news site.

The Jewish community of Lisbon said on its official Facebook page that the event is the Portuguese capital’s first Jewish film festival.

Present at the launch will be Radu Mihaileanu, a Jewish Romanian-born French film director and screenwriter, as well as the Israeli filmmakers Dina Zvi-Riklis and Eran Riklis.

Other activities at the event, co-sponsored by the City of Lisbon and the centrally located Sao Jorge, include performances by the Lisbon Klezmer brass band.

Elena Piotok, the Mexican-born initiator of the festival, told the Lusa news agency, that her goal was “to bring films that usually don’t arrive here.”

Piotok added that some of the films have “huge educational importance,” like “Never Forget To Lie,” a 2012 documentary by filmmaker Marian Marzynski about how he survived the Holocaust as a child in Poland by leaving his parents behind and hiding his identity.

 

Anúncios

COLECÇÃO JUDAICA


Edição de Paulo Geiger, Editora Sêfer, 4.500 páginas (18×24 cm), ISBN 85-85583-61-4, 2003

PORTUGAL: Informações e encomendas através do email euronigma@sapo.pt

***

Colecção Judaica é composta por obras de diferentes autores e assuntos, e concebida de modo a cobrir toda a temática judaica em seus aspectos mais importantes, proporcionando a qualquer usuário uma visão abrangente e actualizada do povo, da história, da cultura e do pensamento judaicos.
A edição é de Paulo Geiger, que também chefiou a equipe de produção editorial e gráfica da Editora A. Koogan (RJ).
São 10 volumes, na maioria ilustrados, perfazendo cerca de 4.500 páginas, formato 18×24 cm, agora com capa mole plastificada. O esmero na apresentação gráfica é uma moldura adequada ao cuidado que se deu ao texto, na escolha e na edição. São sete títulos, reunindo o que há de mais representativo em cada tema.
No conjunto, a Colecção funciona como uma obra de referência ampla e actualizada. As bibliografias e, principalmente os muitos índices que permitem localizar facilmente qualquer assunto ou nome, ampliam e dão unidade e circularidade à obra como um todo.

POVO JUDEU, PENSAMENTO JUDAICO (2 volumes)
de Robert M. Seltzer
Apresenta a história analítica do povo judeu, dos primórdios aos nossos dias e, simultaneamente, da criação judaica no campo das ideias, da religião e da filosofia.

HISTÓRIA DE ISRAEL (2 volumes)
de Howard M. Sachar
Apresenta a vigorosa e fascinante história do sionismo e do Estado de Israel, do processo de gestação, nascimento e vida do Estado de Israel até a independência, as conquistas e as guerras do Estado.

CONHECIMENTO JUDAICO (2 volumes)
de Nathan Ausubel
Enciclopédia de temas judaicos amplamente ilustrada, onde toda a estrutura conceitual e formadora do judaísmo é apresentada na forma de verbetes, em ordem alfabética.

O TALMUD ESSENCIAL
de Adin Steinsaltz
É uma abertura, um primeiro e necessário passo para se abordar e entender, em sua essência, a estrutura e o método do Talmud, numa abordagem e num tratamento que visa a torná-las acessíveis e atraentes a todos.

UM TESOURO DO FOLCLORE JUDAICO
de Nathan Ausubel
Apresenta contos, lendas, anedotas, midrashim, provérbios, canções  e todo o acervo folclórico judaico, dividido em secções por assunto e comentado pelo autor.

CABALA
de Gershom Scholem
Um dos maiores especialistas académicos em misticismo judaico, analisa exaustivamente a Cabala em seus múltiplos e diversos aspectos: histórico, conceitual e filosófico, e prático.

CHASSIDISMO: O MOVIMENTO E SEUS MESTRES
de Harry Rabinowicz
Apresenta a história, do surgimento aos nossos dias desse movimento tão singular em suas concepções e em sua prática do judaísmo.

LANÇAMENTO EM PORTUGAL DA BÍBLIA HEBRAICA (TANACH)



COM A PRESENÇA DE JAIRO FRIDLIN DA EDITORA E LIVRARIA SÊFER

A LIVRARIA JUDAICA DO BRASIL

É com grande orgulho que comunicamos a chegada da Editora e Livraria Sêfer – maior editora de livros Judaicos em Português – a Portugal por intermédio da Euroenigma, Lda.

A Euroenigma será a parceira da Sêfer para a Europa e têm o prazer oficializar esta parceria com o lançamento o lançamento da Bíblia Hebraica (Tanach) mais de 500 anos após o início da Inquisição em Portugal colmatando esta lacuna do mercado.

O lançamento desta tradução inédita para o Português é directamente do Hebraico e à luz do Talmud, das fontes Judaicas e com supervisão Rabínica e contará com a presença especial de Jairo Fridlin (um dos autores e editor desta tradução) e está marcado para os seguintes dias:

– 27 de Março 2007 pelas 18:30 na FNAC do Chiado. Este evento conta com o apoio da FNAC, APEJ (Associação Portuguesa de Estudos Judaicos) e da CIL (Comunidade Israelita de Lisboa)

– 28 de Março de 2007 pelas 22:00 no Clube Literário do Porto. Este evento conta com o apoio da Ladina (Associação de Cultura Sefardita) e do CLP (Clube Literário do Porto).

Breve explicação da obra agora apresentada em Português:

Tanach é um acrónimo utilizado dentro do Judaísmo para denominar o principal conjunto de livros sagrados, sendo esta a designação mais próxima de uma Bíblia Judaica. O conteúdo do Tanach é o original e equivalente ao Antigo Testamento, mas ligeiramente diferente no conteúdo. O Tanach contém a Torá (também conhecida por Chumash, isto é “Os Cinco” e refere-se aos cinco livros também conhecidos como Pentateuco), Neviim (Profetas) e Ketuvim (Escritos). De acordo com a tradição Judaica, o Tanach consiste de 24 livros. A Torá possui 5 livros, o Neviim possui 8 e o Ketuvim 11.

A versão em português da Bíblia Hebraica (Tanach) tem 880 páginas, capa dura de luxo e uma lombada de apenas dois centímetros e meio, porque empregou-se o chamado papel bíblia, cuja folha pesa apenas 44 gramas. O livro é uma obra coletiva. Ele o traduziu junto com David Gorodovits, do Rio, e teve a revisão técnico-religiosa dos rabinos Marcelo Borer, Daniel Touitou e Saul Paves, e dos professores Norma e Ruben Rosenberg, Daniel Presman e Marcel Berditchevsky.

Informações e encomendas através do email euronigma@sapo.pt


Janeiro de 2007 – Literatura Judaica em Portugal através da Euroenigma


Informações e encomendas através do email euronigma@sapo.pt

%d bloggers like this: