A REVELAÇÃO DA CABALA


Revelaccca7acc83o da cabalacc81

Michael Laitman, Editora Imago, 122 páginas (16×23 cm, brochura), ISBN 978-85-312-1025-9, 2008

PORTUGAL: Informações e encomendas através do email euronigma@sapo.pt

BRASIL:http://www.sefer.com.br/details/10212/a-revelação-da-cabala

***

A Revelação da CABALA

A REVELAÇÃO DA CABALA: UM GUIA DA PESSOA COMUM PARA UMA VIDA MAIS TRANQÜILA objetiva uma orientação de fácil utilização para o entendimento do mundo que nos envolve enquanto procuramos a paz interior.

Cada um dos seis capítulos deste livro aborda um aspecto diferente da antiga sabedoria da Cabala; oferece uma nova luz sobre os ensinamentos que, freqüentemente, acabam ofuscados pelo mistério e concepções mal formuladas.

Os primeiros três capítulos de A REVELAÇÃO DA CABALA informam o leitor que o mundo presente está em crise, explicando como o nosso crescente desejo promove tanto o progresso como a alienação, e por que o maior impeditivo a mudanças positivas está enraizado em nossos próprios espíritos.

Dos capítulos 4 ao 6 consta receita para uma mudança positiva. Aprenderemos como é possível usar o nosso espírito para construir uma vida feliz, em harmonia com a Criação.

Pela primeira vez, os princípios da Cabala são explicados para o leitor comum pelo mundialmente renomado pesquisador da Cabala – Rav Michael Laitman, Ph.D.

Para aqueles que procuram alcançar a transformação pessoal, comunitária e em nível global, A REVELAÇÃO DA CABALA é leitura obrigatória.

***

Decidi escrever A REVELAÇÃO DA CABALA para apresentá-la como uma fonte de sabedoria viva, que já provou seu mérito milhares de anos atrás. Quer no pano espiritual, ou simplesmente como um guia prático para a vida, ela é mais atual do que nunca.

 Este livro conta a história real por trás da Cabaa: como ela começou, como se desenvolveu, e como serve hoje de luz para guiar a todos nós, ajudando-nos a viver pacificamente nestes dias de tanta turbolência.

Michael Laitman

***

Sobre o autor:

O cabalista Dr. Michael Laitman, mestreem cibernéticamédico-biológica e doutor em filosofia e Cabala, professor de ontologia e teoria do conhecimento, é fundador e presidente do Instituto Bnei Baruch para a Educação e Pesquisa da cabala, uma organização sem fins lucrativos dedicada à difusão generalizada desta sabedoria.

Durante doze anos, estudou intensamente ao lado do seu mentor, o cabalista Baruch Ashlag, primogênito e sucessor do cabalista Yehuda Ashlag, autor do Sulam, o comentário mais respeitado sobre o livro do Zohar. Após ter recebido os ensinamentos de seu guia, o Dr. Laitman comprometeu-se a divulgar esse conhecimento aos outros.

Autor de cerca de 30 livros sobre o assunto, publicado em 9 idiomas, é um aclamado conferencista em círculos acadêmicos dos Estados Unidos e Europa.

CABALA – ALCANÇANDO MUNDOS SUPERIORES


Cabala Alcançando

Michael Laitman, Editora Planeta, 310 páginas (15,5×23 cm, brochura), ISBN 85-7665-197-1, 2006

Informações e encomendas através do email euronigma@sapo.pt

***

CABALA: Alcançando Mundos Superiores

Nesta magnífica introdução à Cabala, Michael Laitman brinda o leitor com uma nova forma de consciência, que combina amplo conhecimento sobre essa ciência ancestral com a ciência contemporânea.

Cabala: Alcançando Mundos Superiores é um primeiro passo rumo à descoberta da máxima conquista da ascenção espiritual em nossa vida. Este livro chega para todos aqueles que procuram respostas, que tentam encontrar uma maneira lóica e confiável de entender os fenômenos mundiais. Esta magnífica introdução à sabedoria da Cabala oferece um novo tipo de consciência que ilumina a mente, dá vitalidade ao coração e leva o leitor às profundezas da alma.

***

A Cabala é uma sabedoria ancestral de 5.000 anos que remonta à antiga Mesopotâmia. Explica como os mundos são configurados, incluindo o nosso, e as forças que agem sobre nós. Quando o ser humano adentra os Mundos Superiores, começa a viver neles e experimenta uma sensação de tranquilidade, excelência e plenitude.

Uma meta importante no estudo da Cabala é utilizar esse conhecimento para influir no próprio destino. Começamos esse processo tomando consciência de nosso verdadeiro propósito de estar aqui, descobrindo o significado da vida e a razão pela qual nos foi outorgada.

Depois de fazermos essas perguntas e refletirmos sobre isso, temos que relacionar tudo isso com a Cabala, que estabelece que o Criador criou todos os mundos simultaneamente, inclusive o nosso. Escrituras do século passado explicam que somos a primeira geração capaz de usar a Cabala em nosso mundo, o mundo material finito. Porém, a fim de progredir em nossa compreensão da sabedoria da Cabala e utilizar esse conhecimento de forma apropriada, precisamos elevar nosso olhar acima do horizonte de nosso universo material. A Cabala nos dá tudo o que precisamos para esclarecer nossa percepção da realidade, e expandirmo-nos além das fronteiras e limitações de nossas vidas diárias.

***

Sobre o autor:

O cabalista Dr. Michael Laitman, mestreem cibernéticamédico-biológica e doutor em filosofia e Cabala, professor de ontologia e teoria do conhecimento, é fundador e presidente do Instituto Bnei Baruch para a Educação e Pesquisa da cabala, uma organização sem fins lucrativos dedicada à difusão generalizada desta sabedoria.

Durante doze anos, estudou intensamente ao lado do seu mentor, o cabalista Baruch Ashlag, primogênito e sucessor do cabalista Yehuda Ashlag, autor do Sulam, o comentário mais respeitado sobre o livro do Zohar. Após ter recebido os ensinamentos de seu guia, o Dr. Laitman comprometeu-se a divulgar esse conhecimento aos outros.

Autor de cerca de 30 livros sobre o assunto, publicado em 9 idiomas, é um aclamado conferencista em círculos acadêmicos dos Estados Unidos e Europa.

A ROSA DE TREZE PÉTALAS – Introdução à Cabala e à Fé Judaica


A Rosa de Treze Pétalas

Adin Even Yisrael (Steinsaltz), Editora Maayanot, 166 páginas (21×14 cm, Brochura), ISBN 978-85-85512-76-8, 1992 (2ª Edição 2002)

PORTUGAL: Informações e encomendas através do email euronigma@sapo.pt

BRASIL: http://www.sefer.com.br/details/657/rosa-de-treze-pétalas 

***

A Rosa de Treze Pétalas – Introdução à Cabala e à Fé Judaica

Esclarece conceitos fundamentais da tradição mística judaica, a Cabalá, apresentando uma nova visão do papel da fé como instrumento para a busca de Deus.
***
Segundo a Cabala, o mundo em que vivemos – o universo material visível e sensível – é apenas a parte aparente de um imenso iceberg espirítual de estruturas complexas.
É este mundo oculto, cuja compreensão é indispensável para conhecer a verdadeira realidade da nossa existência, que Adin Steinsaltz resolveu descrever neste breves ensaios.
Este mestre inconteste do pensamento judaico contemporâneo esclarece, assim, certos conceitos fundamentais da tradição mística judaica: os quatro mundos da Cabala, os Anjos, as Sefirot.
Apresentando uma nova visão do papel da fé, na prática e na busca de D’us, Adin Steinsaltz elabora uma síntese teológica tão clara quanto brilhante, que permite o acesso às próprias fontes da mística judaica.

***

Sobre o autor:

Sábio, professor, rabino, místico, cientista e crítico social,  Adin Steinsaltz é considerado, internacionalmente, como um dos maiores sábios do século XX.

Além dos seus estudos judaicos, o Rabino Steinsaltz estudou matemática na Hebrew University of Jerusalem.

É diretor do The Israel Institute for Talmudic Publications e estabeleceu como objetivo de sua vida a popularização do Talmud. Mais de 30 volumes já foram publicados, de sua nova tradução (do Aramaico) para o hebraico e comentários sobre o Talmud da Babilônia e de Jerusalém, vendendo mais de um milhão de exemplares no mundo inteiro.

Atualmente, dedica-se a preparar uma edição em inglês, para levar o Talmud ao maior público possível. Rabino Steinsaltz foi professor residente na Yale University e no Institute of Advanced Studies of Princeton University. Em 1988, recebeu o Prêmio Israel, a maior honra conferida pelo seu país.

Em Israel, onde o Rabino Adin Steinsaltz reside com toda a sua família, bem como na Europa e nos Estados Unidos, suas palestras e prolíficos escritos atraíram muitos seguidores, inspirando um grupo significativo de discípulos.

Nos seus livros, os leitores encontrarão um mestre que, apesar de profundamente arraigado no chassidismo – a forma mais tradicional do judaísmo – , é extremamente eficiente ao explicar o significado da existênciajudaica aos leigos.

Sua sabedoria, compreensão e conhecimentos alimentaram a muitos em setores aparentemente diversos, tanto dentros do mundo judaico, como fora dele.

CABALA PARA ADOLESCENTES


CABALA ADOLESCENTES

Louis Belmont, Editora Imago, 174 páginas (16×23 cm, brochura), ISBN 978-85-312-1019-8, 2007

EUROPA:  Informações e encomendas através do email euronigma@sapo.pt

BRASIL: http://www.sefer.com.br/details/9920/cabala-para-adolescentes

***

Quaisquer que tenham sido as razões no passado, a ideia de proibir o estudo da Cabala por certo não têm lugar no mundo moderno. Pelo contrário, os ensinamentos cabalísticos são tão plenos de discernimento, compaixão e energia que deveriam ser levados ao máximo de pessoas e no menor tempo possível. CABALA PARA ADOLESCENTES é um passo nessa direcção. Seu objectivo é apresentar autênticos ensinamentos cabalísticos em um formato que conserva a qualidade dos textos antigos, ao mesmo tempo em que mostra sua aplicação no mundo de hoje.

***

Se você tem entre 13 e 20 anos de idade, provavelmente está percebendo como sua vida está se tornando complexa. A finalidade deste livro é revelar a ordem básica que está oculta na complexidade diária. Quando chegar à última página, você terá aprendido uma forma inteiramente nova de encarar a sua vida – e terá adquirido alguns instrumentos poderosos para torná-la mais produtiva, mais bem-sucedida e muito mais divertida.

Essa nova maneira de encarar as coisas não é produto de um(a) filósofo(a), professor(a) ou erudito(a). É, isso sim, baseada em um sistema espiritual – não uma religião – que já existe há muitos milénios. Esse sistema é chamado Cabala, palavra hebraica cujo significado literal é receber.

Ao longo dos séculos, os ensinamentos da Cabala foram transmitidos por mestres espirituais a um selecto número de estudantes. Com frequência, tais mestres e estudantes eram descendentes de antigos cabalistas. Algumas vezes, segundo ensinamentos da Cabala, eram mesmo reencarnações daqueles, e dizia-se que alguns, como o rabi Simeão bar Yochai (auto do livro místico conhecido como Zohar) eram reencarnações de grandes figuras bíblicas como Moisés e o rei David.

Para evitar que caísse em mãos erradas, a maior parte das lições da Cabala jamais foi posta no papel. Quem não tivesse atingido 40 anos de idade era impedido sequer de começar os estudos cabalísticos, sob a ameaça de ficar cego caso desrespeitasse a proibição. Essas normas rígidas eram cabíveis, pois os mestres acreditavam genuinamente que o mundo como um todo não estava pronto para absorver tais ensinamentos. Pensava-se, então, que as pessoas precisavam de rituais religiosos simples, e não de conceitos poderosos que pudessem alargar seus horizontes e encorajá-las a mudar suas vidas de forma tão radical.

É possível que a Cabala estivesse mesmo à frente de seu tempo. Talvez houvesse uma justificativa para mantê-la oculta em sociedades onde qualquer desejo de auto-aprimoramento era severamente punido pelas autoridades. Mas as coisas mudam. O mundo (e isso incluí você!) está pronto para esse conhecimento, e quando você começar a entender a Cabala e usar suas ferramentas espirituais, verá que isso é verdade.

Louis Belmont

O ZOHAR – O Livro do Esplendor


O Zohar

Passagens selecionadas pelo Rabino Ariel Bension, Editora Polar, 368 páginas (14×21,5 cm, capa dura), ISBN 978-85-86775-06-2, 2010

PORTUGAL: Informações e encomendas através do email euronigma@sapo.pt

***

O ZOHAR: O Livro do Esplendor

O Sêfer ha-Zohar (Livro do Esplendor) apareceu na Espanha no fim do século XIII e é a obra literária mais importante da Cabalá, a tradição mística judaica.

Como diz Gershom Scholem, um dos maiores especialistas nessa área, nenhuma outra obra “teve uma influência e um sucesso sequer aproximadamente similares ao seu. […] uma fonte de doutrina e revelação igual em autoridade à Bíblia e ao Talmud, e com o mesmo grau canônico: o que é uma prerrogativa que não pode ser postulada por nenhuma outra obra da literatura judaica.”

O Zohar foi escrito na forma de uma longa novela em que grandes rabinos do século II discutem e explicam os segredos dos cinco livros de Moisés (a Torá) e de outros livros das Escrituras Sagradas. Dentre esses grandes rabinos, destaca-se a figura de Shimon ben Yochai, um dos maiores santos da história do judaísmo.

Esta seleção de passagens do Livro do Esplendor recém-lançada em português foi publicada em inglês em 1932 pelo rabino Ariel Bension. Nascido em Jerusalém, Bension era filho do rabino e místico Joshua Sion Halevi, que migrou de Fez, Marrocos, para Israel quando ainda jovem. Bension recebeu sua formação religiosa e rabínica na Academia Quasad-El (fundada por seu avô materno), no Instituto Tiféret Jerusalém e na Comunidade Santa de Beit-El. Posteriormente, estudou em universidades alemãs e suíças, onde graduou-se em história, filosofia, literatura e filologia asiática. Doutorou-se em filosofia e línguas semíticas na Universidade de Berna.

As passagens selecionadas e traduzidas por Bension ao inglês foram extraídas da terceira e da quarta partes das edições completas do Zohar: Idra Rabba (Grande Assembleia) e Idra Zuta (Pequena Assembleia). Na primeira delas estão as revelações feitas pelo santo rabi Shimon ben Yochai a seus discípulos durante sua vida; na segunda, as revelações que lhes fez quando estavam ao redor do seu leito de morte. Além dessas passagens, Bension também selecionou passagens do Zohar que falam do mestre Shimon e de seus discípulos, que constituem a terceira parte desta edição brasileira.

Na presente edição, as três partes do Zohar citadas são precedidas de um Prólogo do pensador espanhol Miguel de Unamuno e de um estudo de Bension sobre as origens do Livro do Esplendor.

***

“O Zohar, ou Livro do Esplendor, que Ariel Bension, enterrado há pouco em Jerusalém, aqui tão bem nos apresenta, é qualquer coisa como o Evangelho Místico dos hebreus sefarditas […]”

Miguel de Unamuno (1864-1936). Filósofo e escritor espanhol

***

“Sêfer ha-Zohar, O Livro do Esplendor, assombrou e maravilhou leitores por setecentos anos, desde que apareceu misteriosamente na Espanha, no fim do século XIII. O Zohar é a obra-prima da Cabalá, a tradição mística judaica. O Zohar é um comentário sobre a Torá — os cinco livros de Moisés —, escrito na forma de uma novela mística. O herói é o rabi Shimon, filho de Yochai, um santo que viveu na Terra de Israel no século II.”

Daniel C. Matt. Tradutor para o inglês da edição completa do Zohar

***

“O livro do Zohar, a obra literária mais importante da Cabalá, […] nenhuma teve uma influência e um sucesso sequer aproximadamente similares ao seu. […] uma fonte de doutrina e revelação igual em autoridade À Bíblia e ao Talmud, e com o mesmo grau canónico, o que é uma prerrogativa que não pode ser postulada por nenhuma outra obra da literatura judaica.”

Gershom Scholem. Grande especialista em mística judaica

***

“Não são muito comuns as publicações destinadas à divulgação que têm o cuidado e a seriedade desta edição de excertos do grande compêndio místico judaico, O Livro do Esplendor (Zohar, em hebraico)…”

O Estado de São Paulo.

MEDITAÇÃO E CABALÁ



Teoria e Prática

Rabino Aryeh Kaplan, Editora Sêfer, 364 páginas (16×23 cm, capa flexível), ISBN 85-85583-50-9, 2005

PORTUGAL: Informações e encomendas através do email euronigma@sapo.pt

***

Meditação e Cabalá demonstra claramente como muitas técnicas meditativas consideradas hoje avançadas já eram usadas pelos antigos cabalistas judeus. A obra apresenta-as detalhadamente e explora seu desenvolvimento com rara profundidade.

A Cabalá está dividida em 3 áreas distintas: a teórica, a meditativa e a mágica. Enquanto inúmeros livros exploram seu aspecto teórico, é praticamente impossível encontrar alguma obra em português que fale dos métodos meditativos desta escola milenar, quase secreta.

Este livro revela, pela primeira vez, a metodologia dos antigos cabalistas com ênfase nas técnicas meditativas desses gigantes espirituais da humanidade.

O Rabino Aryeh Kaplan oferece uma lúcida apresentação dos mantras, mandalas e demais dispositivos usados por esses grupos, assim como interpretações profundas sobre seus significados à luz das pesquisas contemporâneas sobre a meditação.

Além disso, Meditação e Cabalá brinda os leitores com relevantes e amplos trechos de obras cabalísticas milenares, entre elas o lendário “Zohar – O livro do Esplendor”, “Os grandes Hechalot” (texto básico da escola da Mercabá), “Vida do Mundo futuro” de Abraham Abuláfia, “Portões da Santidade” de Josef Gikatalia, alguns “Portões da Inspiração Divina” da escola luriânica, textos secretos de grandes cabalistas e os mais relevantes textos dos mestres chassídicos sobre devoção e meditação – todos inéditos em português!

O livro investiga a intrigante possibilidade – sugerida pelo Zohar – de que as técnicas meditativas orientais seriam derivadas das técnicas místicas dos profetas da Bíblia Hebraica.

Sobre o Autor:

O Rabino Aryeh Kaplan foi um mundialmente famoso erudito da Torá que produziu mais de cinquenta livros em sua breve vida, entre eles Meditation and Bible, Sêfer Ietsirá – O Livro da Criação e O Bahir.

As obras de Kaplan incluem comentários e traduções de antigas e obscuras obras de eruditas bíblicos e cabalistas, assim como livros aconselhando jovens judeus sobre os méritos do estudo e observância da Torá. Durante um período foi editor da revista Jewish Life, traduziu um enorme comentário sobre a Torá da autoria do Rabino Sefaradi Iaacov Culi e produziu uma original tradução/comentário dos Cinco Livros de Moisés, que chamou de Torá Viva.

Aryeh Kaplan nasceu no Bronx, Nova Iorque, estudou na Yeshivá local e continuou sua educação em Yeshivot de Israel. Durante um tempo entrou no campo da ciência e foi, por um breve período, o mais jovem físico empregado pelo governo dos Estados Unidos antes de devotar sua vida ao estudo da Torá. O Rabino Aryeh Kaplan faleceu aos 48 anos, em 1983.

%d bloggers like this: